Marquinhos Silva diz que Avaí encara o Criciúma como "final de campeonato" Tiago Ghizoni/Diário Catarinense

Foto: Tiago Ghizoni / Diário Catarinense

Fora do G-4 após a derrota por 2 a 1 para o Paysandu na semana passada, o Avaí depende das próprias forças para retornar à zona de acesso na Série B do Brasileiro. Pela frente, o Leão terá o Criciúma, rival regional, em duelo que acontece no sábado, às 16h30min, no Estádio Heriberto Hulse, pela 27ª rodada da disputa nacional. Ciente da necessidade, o zagueiro Marquinhos Silva disse que o elenco encara o confronto como uma "final de campeonato".

– Jogar em Criciúma é difícil, independente da situação que a equipe da casa esteja. É um clássico. Tenho consciência que vai ser um jogo pegado. A torcida fica próxima do campo e vai apoiar bastante. Temos que colocar na nossa cabeça que será uma guerra. É preciso saber que será uma final de campeonato. Não podemos vacilar mais. Nos 90 minutos precisamos colocar em prática o que temos feito ao longo da competição – disse o zagueiro.

Com 42 pontos, o Avaí abre a rodada na quinta colocação. De acordo com os matemáticos, a projeção indica que um time precisa somar pelo menos 63 pontos para ficar com uma das vagas na elite nacional de 2019. De acordo com Marquinhos Silva, o elenco do Leão tem esse número como alvo e, por isso, o zagueiro cobra foco total para chegar ao objetivo na Série B. 

– A gente conversa. Alguns falam a respeito de pontuação, mas temos que ir jogo a jogo. São 12 finais. Temos falado em sete vitórias, ou seja, 21 pontos. Mas o campeonato está muito embolado e isso pode mudar. O quanto antes vencermos, iremos chegar ao nosso objetivo que é o acesso. Depois, se ainda for possível, vamos em busca do título – completou.

O Avaí não terá o meia Pedro Castro, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, mas pode ter a volta do ídolo Marquinhos, ausente nos últimos jogos por causa de uma pancada no quadril. 

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Avaí


 Veja também
 
 Comente essa história