Volta por cima e primeiro acesso são metas pessoais de Marquinhos Silva pelo Avaí Cristiano Estrela/Diário Catarinense

Foto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense

Do impedimento ao trabalho para uma conquista marcante. Marquinhos Silva vive a expectativa de uma grande virada na carreira. Ainda nos primeiros dias deste ano, o zagueiro viveu a angústia de não poder jogar futebol profissional, acusado de doping, e nos últimos dias tem no peito a ansiedade de alcançar o primeiro acesso à elite nacional dentro de campo. Ele sente novas sensações aos 36 anos e com a camisa do Avaí. O Leão tem mais três jogos na Série B do Campeonato Brasileiro para confirmar o acesso.

Marquinhos Silva passou as últimas quatro temporadas no arquirrival Figueirense. Jogou a Série A, que hoje é seu objetivo, e passou longe do acesso no ano passado, quando teve algumas oportunidades em meio aos impedimentos por causa da suspeita de doping – absolvição depois de recorrer da decisão por contra própria e demonstrar inocência. Esperou por uma oportunidade e foi do outro lado da ponte, na Ressacada, em que tem a chance de dar a volta por cima.

Ainda que voltar a jogar pudesse ser o bastante para contentar o paulista nascido em São Caetano do Sul, ele quer acesso para que a retomada seja em grande estilo e possa conquistar algo que ainda não conseguiu na longeva carreira.

– Sinto pela primeira vez essa ansiedade (de conquistar o acesso). Já tenho 36 anos e dizem que a pessoa não vai passar por coisa diferente... É um momento diferente. É como um título, porque coroa o trabalho do ano. Claro que um título tem gostinho a mais, mas o primeiro objetivo é o aceso e estamos próximos. Temos de esquecer o que passou e pensar nas três decisões, sempre na vitória. É o que faremos no sábado contra o Fortaleza – disse zagueiro.

O duelo das 17h30min de sábado, na Ressacada, será a 18ª partida dele com a camisa azul e branca. Depois de inocentado e de dias em preparação física, Marquinhos Silva retomou a forma, ganhou ritmo de jogo e hoje é peça importante no Avaí. Vai estar em ação contra o líder do campeonato ao lado de Airton, uma vez que o titular Betão tem suspensão por cartão amarelo para cumprir.

O jogo deste sábado é mais um passo da equipe para o acesso. Depois de disputar três edições da Série B com outras equipes, Marquinhos Silva jamais esteve tão próximo de ascender de divisão como está no Avaí. Deixou a história no arquirrival apenas na lembrança e escreve outra, como uma peça na engrenagem azurra que tem no retorno à elite como um título na temporada.

– Temos trabalhado duro por isso, conversamos no decorrer do campeonato, que precisamos de grupo. Foi comprovado isso nos últimos jogos. Para conquistar acesso e título tem que ter grupo. Temos um forte em que quem entra mantém o nível. Estamos focados para que isso ocorra no sábado e para ser um grande passo ao acesso.

Confira a tabela da Série B do Brasileiro
Leia mais notícias sobre o
Avaí

 Veja também
 
 Comente essa história