Jorginho é demitido da Chapecoense após derrota para o Vitória Sirli Freitas/Agencia RBS

Foto: Sirli Freitas / Agencia RBS

A Chapecoense confirmou na manhã desta segunda-feira a demissão do técnico Jorginho, que já vinha sendo cogitada desde o término da partida de domingo, contra o Vitória. A derrota por 1 a 0 em casa, diante do Vitória, que derrubou o time para a zona de rebaixamento, foi determinantes para a decisão da diretoria.

— A avaliação é de que se em seis jogos foram apenas dois empates e quatro vitórias ele não teria mais o que tirar dos atletas — disse o presidente do clube, Sandro Pallaoro.

::: Chapecoense é derrotada pelo Vitória e volta ao Z-4
::: Confira a tabela do Brasileirão
::: Leia mais sobre a Chapecoense

O presidente ponderou que Jorginho não é um mau técnico mas que, após um bom início, os resultados não vinham aparecendo e a mudança se tornou necessária.

— Temos que criar um fato novo para tentar reverter essa situação — explicou.

Pallaro disse que, nestes quatro jogos, a Chapecoense tem condições de sair da zona de rebaixamento pois dois adversários na disputa, Vitória e Coritiba, ainda se enfrentam.

— Ainda dependemos só de nossas forças pois, se ganharmos os quatro jogos, estamos dentro independentemente dos resultados dos demais — projetou.

O substituto de Jorginho deve ser o auxiliar técnico Celso Rodrigues, que já comandou o time interinamente após a demissão de Gilmar Dal Pozzo e antes da vinda de Jorginho.

— A princípio vai ser o Celso, ele conhece o grupo e fica difícil trazer alguém para quatro jogos — disse Pallaoro.

A confirmação do nome será ainda nesta segunda-feira. O próximo compromisso da Chapecoense é contra o Fluminense, na quinta-feira. A Chapecoense está 17º lugar na tabela de classificação, com 36 pontos, um a menos que Vitória e Coritiba. Em 14 jogos sob o comando de Jorginho a Chapecoense perdeu seis, venceu quatro e empatou quatro.

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história