Companhia aérea LaMia anuncia pagamento de indenizações para vítimas de tragédia na Colômbia reprdução/Reprodução

Foto: reprdução / Reprodução

A LaMia, companhia aérea boliviana responsável pela aeronave que transportava a delegação da Chapecoense no acidente na Colômbia, anunciou nesta quarta-feira que indenizará cada vítima em US$ 165 mil — valor estabelecido no Convênio Internacional sobre Aviação Civil. 

A afirmação partiu do advogado da LaMia, Nestor Higa, em contato por telefone com a Agência Efe, conforme divulgou o portal dos canais ESPN na noite desta quarta.

Segundo a publicação, os pedidos de indenização devem ser feitos nos escritórios da companhia em Santa Cruz, na Bolívia, com documentos que correspondam com cada caso (mortos ou feridos).

No caso das vítimas brasileiras será cobrada a "declarativa de herdeiros e atestado de óbito" traduzidos ao castelhano e legalizados no consulado boliviano no Brasil.

O advogado da companhia pediu ao Ministério Público que retire os lacres de segurança dos escritórios da empresa para que os funcionários possam trabalhar nos requerimentos. 

Representante do clube recebe informação com surpresa

Procurado pela reportagem do DC na noite desta quarta-feira, o vice-presidente jurídico da Chapecoense, Luis Antonio Palaoro, se mostrou surpreso com a notícia e afirmou que procuraria ter mais informações do assunto.

—Muito bom, se for verdade — comentou.

Leia mais:
Médico acredita que Rafael e Ruschel devem receber alta nos próximos dias
Neto é informado sobre acidente da Chapecoense 13 dias após tragédia
FOTO: mãe de goleiro da Chapecoense recebe prêmio de Craque da Galera

 Veja também
 
 Comente essa história