Chapecoense perde para o Coritiba e fica próxima do Z-4 do Brasileirão REINALDO REGINATO/ESTADÃO CONTEÚDO

Arthur Caíke até tentou, mas não conseguiu vencer o goleiro Wilson e a Chapecoense levou 2 a 0 do Coxa

Foto: REINALDO REGINATO / ESTADÃO CONTEÚDO

Chapecoense perdeu por 2 a 0 para o Coritiba, em Curitiba, neste domingo, e viaja para o amistoso em Barcelona carregando preocupação na bagagem. Afinal, o time encerra o turno com apenas 22 pontos e próximo da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro da Série A. Nos últimos três jogos, a equipe conquistou apenas um ponto e vai ficar com o "sorriso amarelo" que o técnico Vinícius Eutrópio queria evitar antes da viagem para Europa e Ásia.

O time catarinense, que já não tinha os laterais Apodi e Reinado, suspensos, começou sendo pressionado pelos paranaenses. A Chapecoense tinha dificuldade de passar do meio no início da partida. Tanto que, aos 22 minutos, saiu o primeiro gol do Coritiba. Thiago Carleto cobrou falta e Alecsandro desviou de cabeça para dentro do gol de Jandrei. 

O time da casa aumentou a vantagem aos 43 minutos, com Rildo, que avançou pelo meio e, de fora da área, chutou rasteiro no canto esquerdo de Jandrei. No primeiro tempo, a Chapecoense pouco chegou, apenas com dois chutes de Seijas, longe do gol.

No segundo tempo o time catarinense começou melhor. Arthur recebeu dentro da área e chutou cruzado, mas Wilson defendeu com o pé. Depois foi a vez de Diego Renan chutar com perigo, mas a bola foi para fora. Wilson ainda fez outras intervenções em cruzamentos.

Aos poucos o Coritiba foi retomando o controle do jogo. Nem a entrada dos equatorianos Penilla e Guerrero mudou o panorama do jogo.

Agora a Chapecoense terá duas semanas para amistosos contra Barcelona e Lyon, além da Copa Suruga, antes de voltar a jogar pelo Brasileirão. Nesse período terá que reencontrar a competitividade se quiser se manter na Serie A.

A estreia no returno será no dia 20 de agosto, contra o Palmeiras, em São Paulo.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA-2: Wilson, Léo, Márcio, Luizão e Willian Matheus; Jonas, Alan Santos e Matheus Galdezani (João Paulo); Rildo (Filigrana), Alecsandro e Thiago Carleto (Neto Berola). Técnico: Marcelo Oliveira.

CHAPECOENSE-0: Jandrei, Diego Renan, Fabrício Bruno e Roberto; Andrei Girotto, Andrei Girotto (Penilla), Lucas Marques e Seijas (Fernando Guerrero); Júlio César (Túlio de Melo) e Arthur. Técnico: Vinícius Eutrópio.

Gols: Alecsandro (CO), aos 22 minutos e Rildo (CO), aos 43 do primeiro tempo.

Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio, auxiliado por Bruno Raphael Pires e Leone Carvalho Rocha (trio de GO)

Local: Couto Pereira, em Curitiba-PR

Público: 12.871

Renda: R$ 225.350

Leia mais notícias sobre a Chapecoense
Acesse a tabela de classificação da Série A do Brasileirão

 Veja também
 
 Comente essa história