Chapecoense empata com o Vasco e engata sequência de três jogos sem perder  Rafael Ribeiro/FRAMEPHOTO

Foto: Rafael Ribeiro / FRAMEPHOTO

A Chapecoense de Reinaldo foi do inferno ao céu no estádio São Januário na tarde deste sábado. O lateral-esquerdo falhou no gol adversário, mas se redimiu para acertar o chute que garantiu o empate em 1 x 1 com o Vasco e manteve o time longe da zona do rebaixamento do Brasileirão.  

Com o resultado, o Verdão do Oeste engatou uma sequência de três jogos sem derrota e estacionou na metade da tabela, na 10ª colocação, com 32 pontos, quatro a mais que o São Paulo, primeiro no Z-4.

A partida

A equipe catarinense começou a partida disposto a repetir a estratégia bem-sucedida dos últimos dois jogos: esperar o adversário na defesa e sair no contra-ataque. Em muitos momentos, Wellington Paulista era o único jogador além do meio-campo. Mas a proposta atraiu demais o Vasco. 

Em jogo sem torcida por conta de punição do STJD, o time da casa apostou nas triangulações para envolver a defesa e levar perigo. Logo minuto inicial, Jandrei evitou o primeiro gol. O goleiro saiu no abafa e afastou chute de Yago Pikachu dentro da pequena área. Aos 8 minutos, outra chance, em disparo na entrada da grande área, para fora. 

Aos poucos, a Chape tentou diminuir o ímpeto dos cariocas e passou a cavar espaços em lançamentos longos. Mas então, Reinaldo apareceu pela primeira vez no jogo. 

Aos 24 minutos, o lateral não conseguiu afastar um passe no lado direito do campo, Madson aproveitou a falha, dominou e cruzou na segunda trave para Andrés Rios que apareceu nas costas da marcação para tocar para o fundo das redes. 1 x 0. Aos 31 minutos, nova chance do clube da casa. Jandrei tirou com a ponta dos dedos cabeceio de Yago Pikachu. 

Os visitantes, então, se lançaram ao ataque. Na primeira oportunidade, aos 34 minutos, o goleiro Martín Silva afastou mal um recuo e ofereceu a bola para Arthur Kayke, que tocou para Wellington Paulista, sozinho diante do gol, mas o chute saiu torto, para fora. Dois minutos depois, Arthur bateu de fora da área e o camisa 1 se esticou todo para mandar a bola para escanteio.  

Segundo tempo 

O técnico Emerson Cris mandou o meia-atacante Dodô a campo no lugar de Elicarlos para tentar mudar a configuração da partida. Mas foi o Vasco quem deu o primeiro susto. Aos 10 minutos, a zaga salvou em cima da linha cabeceio de Mateus Vital.

Foi então, que Reinaldo deu o ar da graça pela segunda vez. "Vilão" da primeira etapa, o camisa 6 tentou cruzar e acertou um chutaço da ponta da esquerda da grande área, encobrindo o goleiro para empatar o jogo. 

 RJ - VASCO X CHAPECOENSE - BRASILEIRO 2017 - 30/09/2017 - ESPORTES - Reinaldo da Chapecoense comemora seu gol durante partida contra o Vasco valida pela vigesima sexta rodada do Campeonato Brasileiro 2017 no estadio de Sao Januario, zona norte da cidade, nesse sabado (30/09). 00/00/0000 - Foto: RAFAEL RIBEIRO/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: Rafael Ribeiro / FRAMEPHOTO

O adversário respondeu na sequência, com chute cruzado de Ramón, mas Jandrei apareceu mais uma vez para salvar o time. A partir daí, a Chape reforçou o bloqueio e conseguiu segurar o time de Zé Ricardo, levando perigo nos contra-ataques. 

Aos 37 minutos. Penilla, que entrou no lugar de Alan Ruschel, quase virou a partida para a Chape. O atacante sul-americano partiu em velocidade e soltou a bomba para a defesa de Martín Silva. 

No desespero, o Vasco apostou nos lançamentos para área e quase chegou ao gol aos 44 minutos, com Manga Escobar, que recebeu dentro da área e bateu forte. Mas a tarde era verde, a tarde era catarinense no Rio de Janeiro. 

VASCO: Martín Silva; Madson (Manga Escobar), Breno, Anderson Martins e Ramon; Jean (Evander), Wellington, Yago Pikachu e Mateus Vital; Nenê e Andrés Ríos (Thalles). Técnico: Zé Ricardo

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Douglas Grolli, Fabrício Bruno e Reinaldo; Moisés Ribeiro, Elicarlos (Dodô) e Lucas Mineiro; Arthur Kaike, Wellington Paulista (Tulio de Melo) e Alan Ruschel (Penilla). Técnico: Emerson Cris

Cartão amarelo: Jean, Thalles e Breno (VASCO).  

Local: Estádio São Januário

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio, auxiliado por: Bruno Raphael Pires e Leone Carvalho Rocha

 Leia também

Chapecoense puxa a lista de mais valiosa marca do futebol de Santa Catarina 

Elicarlos retorna ao time titular da Chapecoense e reafirma característica: "chegar junto"

 Veja também
 
 Comente essa história