Amistoso vai reunir selecionáveis para auxiliar famílias de vítimas da Chapecoense Nelson Almeida/AFP

Tite, técnico da Seleção Brasileira, estará em Chapecó em dezembro

Foto: Nelson Almeida / AFP

O técnico Tite e alguns jogadores da Seleção Brasileira, como Rafinha, do Bayern, e Taison, do Shakhtar Donestk, vão participar de um amistoso em benefício das famílias das vítimas do acidente aéreo da Chapecoense. O jogo está marcado para o dia 22 de dezembro, às 20h30min, na Arena Condá, em Chapecó. O evento está sendo organizado pela Associação Brasileira das Vítimas do Acidente com a Chapecoense (Abravic). 

— A lista dos jogadores que estão sendo convidados e o valor dos ingressos devem ser divulgados na sexta-feira, o objetivo do amistoso é arrecadar recursos para apoiar as famílias das vítimas — destaca o presidente da Abravic, Gabriel Andrade.

Ele explica que o jogo será um combinado de amigos do técnico Tite e outro de amigos do técnico Fábio Carille, do Corinthians. Até Neymar foi convidado, mas ainda não respondeu. O ex-jogador Tinga também apoia o projeto.

Abravic
Evento deve reunir amigos de Tite e de Fábio CarilleFoto: Repordução / Divulgação

Andrade salienta que o evento até estava sendo cogitado para ser realizado no Sudeste, mas optou-se por ser na Arena Condá, pela relação com o que aconteceu. Jogadores da Chapecoense, como o atacante Túlio de Melo, também vão participar do amistoso.

O jogador da Chape, aliás, é um dos idealizadores da Abravic, quando ainda estava no Sport.

— Ele é meu amigo de infância e, quando soube do acidente, me ligou para ver uma forma de ajudar — ressalta o presidente da Abravic.

A entidade colabora atualmente com 38 famílias, com doações de jogadores e amigos. Desde o mês passado foi assinado um convênio de R$ 28,8 mil mensais com a Chapecoense.

Um dos projetos da Abravic é o "Guerreirinhos na Escola", que concede bolsas de até R$ 800,00 por mês para filhos das vítimas frequentarem escola ou cursos. Outro projeto, denominado "Amparo", custeia tratamento psicológico até R$ 800,00 mensais. Também foi firmado um convênio com a Associação Brasileira de Psiquiatria para disponibilizar auxílio de profissionais.

O projeto "Pais  Heróis" banca medicamentos de tratamento psicológico para os pais das vítimas. O objetivo é manter esses projetos pelo menos até o final do próximo ano. Com os recursos arrecadados no amistoso a intenção é auxiliar também com alimentação e planos de saúde para as famílias.

Leia outras informações sobre a Chapecoense
Acesse a tabela da
Série A do Brasileirão

 Veja também
 
 Comente essa história