Chapecoense vence o Vitória e garante a permanência na Série A MáRCIO CUNHA/Estadão Conteúdo

Com gols de Arthur Caike (E) e Túlio de Melo, Chapecoense bate o Vitória na Arena Condá

Foto: MáRCIO CUNHA / Estadão Conteúdo

Agora não há mais dúvida. A Chapecoense está confirmada na Série A de 2018. Na noite desta quinta-feira, o Verdão venceu o Vitória por 2 a 1, de virada, na Arena Condá. O resultado levou o time aos 47 pontos na tabela do Campeonato Brasileiro e, agora, o clube já pode começar a traçar os objetivos para a próxima temporada.

A partida começou com a cara do técnico do Vitória, Vagner Mancini, ex-comandante da Chape, com os times indo para o ataque e com gols logo no início.

Aos 19 minutos, Jandrei saiu errado, David pegou a bola, driblou o zagueiro e bateu rasteiro para abrir o placar. O goleiro reconheceu o erro na saída para o intervalo.

Menos mal que a Chape encerrou o primeiro tempo com o duelo empatado. Reinaldo cobrou escanteio de Arthur Caike, de cabeça, igualou o placar, aos 24 minutos.

No final da etapa inicial, a chuva chegou e encharcou o gramado, dificultando as jogadas. Com água saltando aos pés, restava os lances de bola parada. Em cobrança de falta, Zé Welison bateu forte, mas Jandrei fez a defesa. Em outra cobrança de falta a Chapecoense teve um gol anulado, de Douglas, por impedimento.

Mas de tanto insistir, o gol saiu, no segundo tempo. Reinaldo cobrou forte outra falta na entrada da área, Fernando Miguel espalmou e Túlio de Melo marcou o gol da virada.

Na sequência, Arthur Caike quase ampliou, mas a bola foi na trave. André Lima também acertou a trave de Jandrei. O Vitória ainda reclamou um pênalti não marcado.

A Chapecoense conseguiu garantir a vitória. Com o placar, o técnico Gilson Kleina mantém a invencibilidade no comando da equipe e a sequência de sete jogos sem derrota.

Ficha técnica

Chapecoense: Jandrei, Apodi (Luiz Otávio), Fabrício Bruno, Douglas e Reinaldo; Moisés Ribeiro, Amaral, Canteros (João Pedro) e Luiz Antônio, Arthur Caike e Wellington Paulista (Túlio de Melo). Técnico: Gilson Kleina.
Vitória: Fernando Miguel, Patric, Ramon, Wallace Reis e Geferson; Uillian Correia (René), José Welison (Alan Costa), Caíque Sá (André Lima) e Yago; David e Tréllez. Técnico: Vágner Mancini.
Gols: David (V, aos 19min/1ºt), Arthur Caike (C, aos 24min/1ºt), Túlio de Melo (C, aos 32min/2ºt)
Cartões amarelos: Wellington Paulista (C), Wallace Reis, Uillian Correia, Caíque Sá (V)
Arbitragem: Anderson Daronco (Fifa), auxiliado por Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (trio do RS).
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Público: 7.546
Renda: R$ 139.780

Leia mais notícias da Chapecoense
Acesse a tabela da
Série A do Brasileirão

 Veja também
 
 Comente essa história