Chapecoense joga mal, perde para o Vasco e continua na zona de rebaixamento Andre Melo Andrade / Eleven/Agência Lancepress!/Eleven/Agência Lancepress!

Foto: Andre Melo Andrade / Eleven/Agência Lancepress! / Eleven/Agência Lancepress!

Não jogou bem mais uma vez a Chapecoense na noite de garoa deste domingo (26), contra o Vasco da Gama no São Januário. O time catarinense foi totalmente envolvido pelo futebol do adversário direto na luta pela permanência na Séria A. Levou um gol logo no começo do segundo tempo, com o jogador Wagner. Chegou a buscar o empate com Leandro Pereira, após uma cobrança de falta - e ficar por alguns minutos fora da zona de rebaixamento. No entanto, o argentino Maxi López marcou aos 39 e devolveu o Verdão à degola. O time carioca marcaria o terceiro com Galhardo, nos acréscimos, ampliando o placar e o drama do time do Oeste. Com o resultado, a Chape é a 17ª colocada, primeira equipe na degola, com apenas 21 pontos.

Primeiro tempo

E o Vasco começou botando pressão. Logo aos 5 minutos, Maxi López recebeu livre e mandou uma bomba por cima do gol. Em seguida, Thyere recebeu amarelo depois de chegar atrasado na bola e pisar no atacante argentino. O time da casa passou a forçar a saída da Chape, forçando um erro do Verdão. No entanto, não conseguiu furar o bloqueio. Aos 27, o primeiro chute a gol veio com Yago Pikachu, de longe, mas Jandrei segurou firme.

A melhor chance da Chape veio com Yann. Depois do cruzamento de Canteros na área, um bate e rebate, ela sobrou para o meio campista, que  chutou forte de fora da área, mas por cima do gol. No último lance da primeira etapa, por centímetros o Vascão não abriu o placar. Maxi López cabeceou na entrada da pequena área, e a bola passou tirando tinta da trave do Jandrei. 

Segundo tempo

O Cruzmaltino seguiu pressionando já no começo da etapa complementar. Logo aos 3 minutos teve a primeira chance com Lenon, num chute de longe e com efeito. E o gol veio aos 9. Num lançamento em profundidade, Wagner dominou bonito, com tranquilidade, entre dois marcadores. Ele tocou com a canhota na saída de Jandrei e saiu comemorando com a torcida.

A reação foi imediata, mas não valeu. No escanteio, Amaral marcou de cabeça, só que o árbitro assinalou falta dele em Bruno Silva. O empate viria enfim aos 33 minutos. Canteros, numa cobrança de falta, mandou a bola na cabeça de Leandro Pereira. O atacante colocou no fundo da rede, sem chances para Martín Silva. Respirava aliviada o time de Guto Ferreira.

Contudo, na marca dos 39, a Chapecoense perdeu a posse de bola na intermediária e ficou desarmada. Andrey passou para Maxi López, que chutou no canto de Jandrei e devolveu o Verdão para a zona. O Vasco conseguiu ampliar o score já nos acréscimos. Tiago Galhardo, no contra-ataque, correu rápido, esperou Jandrei cair e tocou de cobertura para o fundo da rede.

A Chape volta a jogar pelo Brasileirão de novo num domingo, às 19h. O adversário é o Palmeiras, que vem de um bom momento nas três competições em que disputa - Libertadores, Copa do Brasil e o Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

VASCO (3)
Martín Silva; Lenon, Luiz Gustavo, Bruno Silva e Henrique; Desábato (Vinícius Araújo), Andrey, Yago Pikachu, Raul (CA) e Wagner (Bruno Cosendey); Maxi López (CA). Técnico: Valdir Bigode.

CHAPECOENSE (1)
Jandrei; Eduardo, Thyere (CA), Douglas e Bruno Pacheco; Amaral (Diego Torres), Márcio Araújo, Canteros e Yann (Vinicius); Bruno Silva (CA) e Leandro Pereira. Técnico: Guto Ferreira.

ARBITRAGEM: Igor Junio Benevenuto de Oliveira, auxiliado por Felipe Alan Costa de Oliveira e Ricardo Junio de Souza (trio do MG).
DATA E HORA: às 19h deste domingo.
LOCAL: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro. 

 Veja também
 
 Comente essa história