Chapecoense perde para o Flamengo e segue sina como visitante CELSO PUPO / ESTAD¿?O CONTE¿?DO/ESTAD¿?O CONTE¿?DO

Foto: CELSO PUPO / ESTAD¿?O CONTE¿?DO / ESTAD¿?O CONTE¿?DO

Segue a sina fora de casa. A Chapecoense perdeu por 2 a 0 para o Flamengo no Maracanã na noite deste sábado e continua sem saber o que é ganhar como visitante neste Campeonato Brasileiro. Em jogo pela 24ª rodada, o Verdão ofereceu alguma resistência no começo do duelo, mas depois foi presa fácil para o Rubro-negro que construiu o placar com gols de Renê, ainda no primeiro tempo, e de Diego, cobrando pênalti na etapa completar.

O próximo jogo do Verdão na Série A do Campeonato Brasileiro será às 20h de quinta-feira, na Arena Condá. A Chape encara o Atlético-PR em jogo da 20ª rodada que foi adiado. Já o Flamengo, na briga pelo título, encara o Vasco às 19h de sábado, no Mané Garrincha.

O jogo

A surpresa ficou por conta da estreia de Capixaba na vaga de Victor Andrade no ataque. No 4-1-4-1 para marcar, a Chapecoense conteve o ímpeto inicial do Flamengo e não sofria sustos. Depois de se adaptar ao adversário, o Verdão passou a se arriscar um pouco mais. Aos 26, após jogada pelo lado direito, Bruno Silva tentou o arremate da bola cruzada e pegou mal. O Fla respondeu três minutos depois, em chute de Willian Arão que foi no meio do gol e de fácil defesa para Jandrei. Depois disso, o jogo ficou morno e a Chape foi obrigada a mexer. Capixaba sentiu dores na coxa direita e o técnico Guto Ferreira foi obrigado a queimar a primeira substituição. Marquinhos entrou.

A etapa inicial se encaminhava sem gols até que o time da casa rodou a bola até terminar com o chute cruzado e forte de Renê que foi no canto alto de Jandrei, que acompanhou sem ter como evitar, aos 43. Pouco depois, o goleiro da Chapecoense fez duas grandes defesas seguidas, uma delas diante de Diego na pequena área, já caído, para evitar o segundo tento rubro-negro. Os dois times mexeram na volta do intervalo. Pará entrou no Flamengo, enquanto no lado verde Amaral cedeu lugar para o também volante Barreto.

O Fla retomou a pressão no começo do segundo tempo e aos seis Jandrei apareceu no cantinho esquerdo para dar o tapa no arremate de Everton Ribeiro, aos seis. Mas cinco minutos depois a contagem seria ampliada porque, na barreira, Leandro Pereira tocou a bola com o antebraço após cobrança de falta frontal de Diego. O mesmo camisa 10 bateu a penalidade e converteu o placar em 2 a 0. A Chape conseguiu chegar na frente e assustar somente aos 30 minutos, em uma sequência de jogada de bola parada em que o zagueiro Thyere recebeu na frente, dentro da área, e girou batendo. Diego Alves fez grande defesa. Foi a única boa chance da Chapecoense em toda a partida. O Rubro-negro não mexeu no placar.

FICHA TÉCNICA - Flamengo 2 x 0 Chapecoense

FLAMENGO
Diego Alves; Rodinei (Pará), Léo Duarte, Réver e Renê; Piris, Willian Arão, Diego e Everton Ribeiro (Marlos Moreno); Uribe (Berrío) e Vitinho. Técnico: Maurício Barbieri.
CHAPECOENSE
Jandrei; Eduardo, Thyere, Nery Bareiro e Roberto; Amaral (Barreto), Márcio ARaújo (Diego Torres), Capixaba (Marquinhos) e Canteros; Bruno silva e Leandro Pereira. Técnico: Guto Ferreira. 

GOLS: Renê, aos 43 do primeiro tempo, e Diego aos 11 do segundo tempo (F).
CARTÕES AMARELOS: Piris e Renê (F). Roberto e Marquinhos (C). 

ARBITRAGEM: Leandro Bizzio Marinho, auxiliado por Daniel Luís Marques e Daniel Paulo Ziolli (trio de SP).
PÚBLICO: 30.640 torcedores (total).
LOCAL: Maracanã, no Rio de Janeiro.

Leia mais notícias sobre a Chapecoense

 Veja também
 
 Comente essa história