Seis titulares têm contrato com a Chapecoense para 2019 Divulgação / Chapecoense/Chapecoense

Eduardo e Douglas tem contrato com a Chapecoense até o ano que vem. Leandro Pereira encerrou contrato mas pode ficar

Foto: Divulgação / Chapecoense / Chapecoense

Dos 11 titulares que iniciaram o jogo contra o São Paulo, neste domingo, na Arena Condá, seis deles tem contrato com o clube pelo menos até 2019: Jandrei, Eduardo, Douglas, Márcio Araújo, Diego Torres e Wellington Paulista.

Jandrei, aliás, tem contrato até 2021. Mas nos bastidores circula a informação de que há interesse do futebol italiano.

Outros jogadores que foram utilizados no time titular e que tem contrato até o ano que vem são o zagueiro Luiz Otávio, o lateral-direito Marcos Vinícius, os laterais esquerdos Alan Ruschel e Roberto, os volantes Elicarlos e Orzu, o meia Yann Rolim e os atacantes Bruno Silva e Victor Andrade. Embora este último nem tenha sido relacionado. Destes Orzu, Yann e Victor Andrade tem contrato até o meio do ano.

Outros que não foram utilizados no time principal, como o goleiro Ivan, o zagueiro Rafael Pereira e o volante Jean Roberto, também tem contrato até o ano que vem. Os atacantes Wesley Natã, que jogou uma partida, e Perotti, também são da Chapecoense. E tem o volante Moisés Ribeiro que está suspenso por doping.

- Vários titulares serão mantidos e também outros que estiveram no time titular durante a temporada. Com siso temos uma boa base e um time para iniciar 2019. Além disso dos jogadores que encerraram contrato, alguns terão que ser devolvidos pois foram emprestados mas outros podem renovar – disse o diretor de futebol, André Figueiredo.

Dos emprestados o zagueiro Fabrício Bruno, que era titular, já se despediu da torcida e agradeceu os dois anos que passou na Chapecoense. Ele retorna ao Cruzeiro que pretende utilizar o jogador na próxima temporada. O zagueiro Thyere volta ao Grêmio. O meia Osman volta ao Luverdense. O volante Barreto retorna ao Criciúma. Capixaba e Marquinhos voltam ao Atlético-MG.

Outros jogadores do time titular de domingo, como o lateral Bruno Pacheco, os volantes Amaral e Canteros e o atacante Leandro Pereira encerram seus contratos neste mês. Leandro Pereira, autor do gol contra o São Paulo, que salvou o clube do rebaixamento, tem mercado mas não descarta continuar no clube. Canteros já viajou com muitas malas o que dá a entender que não deve ficar.

Quem também está com contrato encerrando são o zagueiro Nery Bareiro,  os atacantes Vinícius e Júnior Santos, os meias Nenén e Doffo.

Voltam de empréstimo o volante Lucas Mineiro, que estava na Ponte Preta e os atacante Júlio César, que estava no Atlético Goianiense, e Lourency, que estava no Brasil de Pelotas. Além disso tem o zagueiro Neto,  que se recupera de mais uma cirurgia no joelho.

Sobre contratações e reposições, o diretor disse que existe um mapeamento de atletas, mas que no momento não pode definir nada, por causa da eleição que vai acontecer no clube, na próxima segunda-feira.

- Este momento é de indefinição pois existem duas chapas, de situação e oposição, disputando. Mas nós mapeamos jogadores o ano todo. Só não dá para definir o planejamento antes da eleição. Neste momento os jogadores estão em férias e voltam no dia 3 de janeiro – disse Figueiredo.

A Chapecoense também aproveitou esse momento de férias para fazer um trabalho de renovação do gramado da Arena Condá.

Leia mais notícias sobre a Chapecoense

 Veja também
 
 Comente essa história