Criciúma perde para o Juventude e deixa escapar chance de encostar no grupo de acesso  CAIO MARCELO/especial

Foto: CAIO MARCELO / especial

Depois de quatro rodadas sem perder pela returno da Série B do Campeonato Brasileiro, o Criciúma não conseguiu segurar o Juventude e perdeu por 2 a 1 no Heriberto Hülse, na noite desta terça-feira. Os donos da casa saíram atrás no placar, depois do gol de Lucas ainda no primeiro tempo. O Tigre conseguiu empatar na etapa final, com Lucão. Mas de novo Lucas marcou, decretando a quarta derrota em casa pela competição.

O Criciúma, que disputa um dos jogos que encerram a 25ª rodada, só volta a campo daqui a 11 dias, em Maceió. O Tigre terá um período interessante para armar a estratégia e tentar buscar pontos fora da casa, contra o CRB. No turno, a primeira vitória do Tigre no campeonato foi sobre o time de Alagoas, que hoje está no meio da tabela. A partida será no dia 23, às 16h30min, no Estádio Rei Pelé.

Visitante sai com a vantagem

Com quatro homens no meio, o Criciúma entrou em campo disposto a dominar o setor intermediário e servir o ataque com mais qualidade. O Tigre até começou bem, com volume de jogo. Mas a primeira chegada foi da equipe visitante. No lançamento para João Paulo, o goleiro Luiz foi obrigado sair da área e dividir com o adversário. A bola sobrou para Leílson, que mandou de primeira, mas longe do gol. O Juventude insistiu e, aos 11 minutos da etapa inicial, abriu o placar no Majestoso. Lucas mandou uma bomba no canto direito, sem chances para Luiz. 

Depois do gol, o time gaúcho tentou chegar mais algumas vezes, mas o Criciúma cresceu e se impôs. Silvinho chegou bem depois de uma troca de passes com Lucão. Em cobrança de escanteio, o atacante serviu Edson Borges, que mandou de cabeça, mas o goleiro Matheus defendeu. O Tigre aproximou a marcação e conseguiu melhorar.

Tigre muda em buscado gol

No intervalo, Jeferson deixou o Criciúma para a entrada de Alex Maranhão. Mas foi Juventude quem chegou primeiro, com Lucas, logo a um minuto do segundo tempo. O Tigre precisou se reorganizar em campo. 

Sem tempo a perder, o técnico Luiz Carlos Winck alterou a equipe mais uma vez. Jocinei deixou o campo para a entrada de Moisés. Os donos da casa pressionaram até que Maranhão mandou na cabeça de Lucão, que empatou a partida aos 18 minutos da etapa final.

Com 22 minutos de jogo, a torcida ensaiou um "vamos virar, Tigre!", depois que Jonatan Lima quase encobriu o goleiro Matheus. Os donos da casa melhoraram, Alex Maranhão e Moisés deram velocidade ao setor ofensivo do Criciúma. O gol não saiu. 

Aos 38 minutos, o Juventude aproveitou um contra-ataque e deu números finais ao confronto. Novamente Lucas anotou o segundo do time de Caxias do Sul, o segundo dele na partida. O Criciúma até esboçou reagir, porém não havia mais tempo. 

Ficha técnica

Criciúma - 1: Luiz; Diogo Mateus, Edson Borges, Diego Giaretta e Márcio Goiano (João Henrique); Jonatan Lima, Jocinei (Moisés), Douglas Moreira, Jeferson (Alex Maranhão); Silvinho e Lucão. Técnico: Luiz Carlos Winck.

Juventude - 2: Matheus; Vidal, Domingues, Micael e Pará; Fahel, Lucas, Leílson (Caprini) e Yago; Wesley Natã (Maurício) e João Paulo (Mateus Santana). Técnico: Gilmar Dal Pozzo. 

Gols: Lucas (JUV, aos 11 minutos do 1º tempo e aos 37 do 2º tempo), Lucão (CRI, aos 19 do 2º tempo)

Cartões amarelos: Lucas, Leilson (JUV), Lucão (CRI).

Arbitragem: Cláudio Francisco Lima e Silva, auxiliado por Cleriston Clay Barreto Rios e Vaneide Vieira de Gois (trio do SE). 

Local: Heriberto Hülse

Público: 3.168

Renda: R$ 57.260

Confira as últimas notícias do Criciúma
Acesse a tabela da
Série B

 Veja também
 
 Comente essa história