Lucão promete vitória do Criciúma diante do Londrina: "Devemos isso para nossa torcida" Guilherme Hahn / Especial/Especial

Foto: Guilherme Hahn / Especial / Especial

Dos 13 jogos disputados em casa pela Série B deste ano, o Criciúma venceu seis, empatou três e perdeu seis. O aproveitamento no Heriberto Hülse está abaixo do planejado pelo grupo, e se quiser manter chances matemáticas de acesso, o Tigre precisa vencer na próxima rodada. Ele recebe o Londrina no sábado, às 16h30min, em partida decisiva. O atacante Lucão ainda acredita no G-4, e prometeu conquistar os três pontos diante do torcedor.

— Complicado esses jogos adversos que a gente teve em casa, o último (Figueirense) foi muito frustrante, um clássico e no erro nosso acabou uma bola entregando. Esse jogo aqui a gente vai ganhar, não importa, ganhar bem e jogar bem, a gente está devendo isso para a nossa torcida — comentou o jogador.

Sete pontos separam o Criciúma do quarto colocado, o Vila Nova, com 46 conquistados. Lucão diz que a diferença é pouca, e que o Tigre tem condições de chegar. O atacante já marcou sete vezes e chegou a ser o artilheiro do time no campeonato, mas perdeu o posto para Silvinho, que já fez oito. Sem balançar a rede desde a derrota por 2 a 1 para o Juventude, dia 12 de setembro, o atacante espera ajudar a equipe na partida contra o time paranaense.

— Todo atacante fica chateado, os gols não vêm saindo, acaba a cobrança minha pessoal. Quando meus gols começam a fazer falta me incomoda mais ainda. Às vezes o grupo consegue dar esse respaldo, mas nesse momento o time está precisando e eu tenho que voltar a marcar com certeza. Mas o foco é principalmente na vitória, essa vitória em casa vai nos deixar no patamar de acesso mesmo, de briga, então a gente vai com força total — comentou o jogador.

Com a chegada do técnico Beto Campo, Lucão conta ainda com as assistências de Caique e Alex Maranhão, além da parceria com Silvinho. Na última partida, Maranhão cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo e Douglas Moreira entrou na função. O atacante elogiou a qualidade dos colegas e disse que, qualquer um que entre em campo, vai ajudar o setor ofensivo do Criciúma a "dar trabalho" para o adversário.

— Aqui é a nossa casa, a gente não pode deixar ninguém vir aqui e roubar os nossos pontos. A gente tem que conseguir essas vitórias com bons jogos para o nosso torcedor — prometeu.

Leia mais:
Com Raphael Silva na transição, Nino fala sobre titularidade: "Quem tem a ganhar é o Criciúma"
Sob forte chuva, Criciúma empata com o Guarani fora de casa
Leia outras notícias sobre o
Criciúma
Acesse a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro  

 Veja também
 
 Comente essa história