Mazola elogia o Criciúma, mas se diz decepcionado com empate Fernando Ribeiro / Criciúma E. C./Criciúma E. C.

Dois times jogaram com postura tática ofensiva do início ao fim do jogo

Foto: Fernando Ribeiro / Criciúma E. C. / Criciúma E. C.

O ponto conquistado fora de casa não foi nada comemorado pelo técnico do Criciúma. Mazola Júnior até elogiou o time, mas reconheceu a frustração por ter deixado a vitória escapar duas vezes no empate em 2 a 2 contra o Oeste, fora de casa. O resultado manteve o Criciúma na zona de rebaixamento da Série B, na penúltima posição.

— Nunca foi tanta bola no nosso gol desde que cheguei aqui no Criciúma. Eu não gosto de tomar gol, porque este é um campeonato de defesa. A quantidade de finalizações que sofremos me deixou preocupado — afirmou o técnico.

Mesmo assim, o técnico elogiou a atuação dos volantes Marlon Freitas e Liel. Este último, na avaliação de Mazola, fez a melhor atuação com a camisa do Tigre desde que chegou.

No segundo tempo, precisou fazer três substituições por lesão: Sueliton e Zé Carlos sentiram a coxa e Elvis sofreu uma fratura exposta em um dedo da mão.  O atacante deve estar disponível para o próximo confronto.

— Coloquei o (volante) Ralph na direita porque o Sueliton não tem substituto da posição. Agora temos oito jogadores com o segundo cartão amarelo. É uma competição para a qual precisamos ter grupo — frisou.

 O Criciúma volta a campo na próxima quinta-feira, às 19h15min, para mais um confronto fora de casa. O adversário será o Brasil de Pelotas, no Bento Freitas. 

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Criciúma

 Veja também
 
 Comente essa história