Criciúma vence o Vila Nova e deixa a zona de rebaixamento da Série B Guilherme Hahn/Especial

Improvisado na zaga, Liel fez o único gol da partida, aos 36 do segundo tempo

Foto: Guilherme Hahn / Especial

Desfalcado de quase todo o setor defensivo, o Criciúma superou as próprias limitações para vencer o Vila Nova e deixar a zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasilerio pela primeira vez. Esse era o objetivo do Tigre, que aproveitou uma noite pouco inspirada do time goiano e fez uma atuação sólida na defesa, mesmo com reservas e improvisos.

O resultado deixa o Tigre na 16ª posição, com 20 pontos, assim como o CRB, mas o time catarinense leva a vantagem pelo saldo de gols. O Criciúma entra em campo pela última rodada do turno no próximo sábado (4), às 21h, contra o Sampaio Correa. O jogo será fora de casa, no Castelão, em São Luís (MA). O adversário maranhense está no Z-4.

Desconfiança no começo...

O torcedor carvoeiro chegou ao Heriberto Hülse desconfiado principalmente com a dupla de zaga, formada pelo estreante Jacy Maranhão e o improvisado Liel, mas ambos demonstraram segurança, assim como o goleiro Belliato, chamado de última hora para substituir Luiz, lesionado.

O Vila Nova teve mais posse de bola no primeiro tempo, mas não conseguiu superar a marcação do Tigre. Pelo chão, o time goiano teve dificuldade para passar do meio do campo. Pelo alto, Jacy Maranhão foi soberano. O goleiro Belliato não precisou trabalhar nenhuma vez na etapa inicial.

criciuma , vila nova , serie b , heriberto hulse , tigre
Foto: Guilherme Hahn / Especial

O único goleiro que trabalhou foi Mateus Pasinato, do Vila. Aos 35, Alex Maranhão mandou uma bomba em cobrança de falta, e Pasinato espalmou para escanteio. Cinco minutos depois, Maranhão cobrou falta novamente, mandou na área e a bola saiu pela linha de fundo sem que ninguém desviasse. Ainda assim, assustou a defesa adversária e houve quem chegou a comemorar gol no estádio.

... E superação no fim

O início do segundo tempo deu a impressão de que o jogo ficaria mais aberto. Aos oito minutos, Alex Maranhão recebeu pelo meio e arriscou outro chute de fora da área, dando trabalho mais uma vez a Pasinato.

Com todas as chances tricolores criadas por Maranhão, a torcida vaiou quando o técnico interino Marcelo Dias o trocou por Elvis aos 20 minutos. Na mesma ocasião, o volante Jean Mangabeira deu lugar ao atacante Andrew.

O Vila seguiu com dificuldades para fazer a ligação entre o meio e o ataque. Jacy Maranhão interceptou passes tanto por baixo quanto pelo alto. Belliato não precisou fazer defesas difíceis, mas mostrou segurança quando precisou fazer o básico.

O único gol da partida só poderia ser marcado de bola parada. Aos 34 minutos, Andrew fez boa jogada individual pelo lado direito da área e foi derrubado. Na cobrança da falta, Elvis cruzou na medida para Liel, no segundo pau, cabecear sem chances de defesa. Comemoração efusiva no Heriberto Hülse com o gol que levou o Tigre à 16ª posição.

O Tigre ainda quase ampliou com Marlon Freitas aos 45. O volante recebeu uma enfiada de bola de Elvis, entrou na área e bateu cruzado, mas para fora.

Com a vantagem no placar, o Criciúma soube administrar a vantagem e o Vila Nova, que não produziu nada durante o jogo, foi incapaz de chegar à igualdade.


FICHA TÉCNICA

CRICIÚMA - 1
Belliato; Carlos Eduardo, Jacy Maranhão, Liel e Marlon; Jean Mangabeira (Andrew), Marlon Freitas, Eduardo e Alex Maranhão (Elvis); Nicolas (Kalil) e Vitor Feijão. Técnico: Marcelo Dias.

VILA NOVA - 0
Mateus Pasinato; Maguinho, Wesley Matos, Diego Giaretta e Hélder (Gastón Filgueira); Wellington Reis, Moacir, Alan Mineiro (Vinicius Leite), Elias e Reis; Anderson Cavalo (Alex Henrique). Técnico: Hemerson Maria. 

GOLS: Liel, aos 36 do 2ºT (C)
CARTÕES AMARELOS: Alex Maranhão e Elvis (C). Anderson Cavalo, Diego Giaretta e Wellington Reis (V).
ARBITRAGEM: José Claudio Rocha Filho, auxiliado por Rogério Pablos Zanardo e Fabrício Porfírio de Moura (trio de SP).
PÚBLICO: 2.641, para renda de R$ 49.570
LOCAL: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC).

Confira a tabela da Série B do Brasileiro 2018
Leia mais sobre o Criciúma


 Veja também
 
 Comente essa história