Elenco do Criciúma só tem um zagueiro para jogo contra o Vila Nova Guilherme Hahn/Especial

Jacy Maranhão (de colete) fará a estreia pelo Criciúma no próximo sábado

Foto: Guilherme Hahn / Especial

O problema da falta de atletas no elenco do Criciúma nunca esteve tão evidente quanto agora. Dos seis jogadores da posição que o Tigre tinha até o início deste mês, só um está disponível para entrar em campo contra o Vila Nova, no próximo sábado, pela 18ª rodada da Série B. Esta será a maior (das muitas) dor de cabeça que o técnico Mazola Júnior terá a partir dessa quinta-feira, quando o elenco se reapresenta no Centro de Treinamento.

A única opção é Jacy Maranhão, de 21 anos, que está no clube desde janeiro e nunca entrou em campo com a camisa tricolor. Todos os outros jogadores da posição são desfalques. Fábio Ferreira está lesionado, Sandro e Nino estão suspensos e o jovem Christian, de 19 anos, ainda não está totalmente recuperado de uma lesão. Até há pouco tempo, o Criciúma também contava com Ianson, que acabou dispensado.

E quem faz o lado esquerdo da zaga? O elenco do Criciúma está curto até para improvisos. O time não pode usar um lateral-esquerdo na zaga, porque não teria quem escalar na lateral. Até o atacante Andrew já foi testado na posição, e o resultado foi duas falhas individuais que causaram a derrota na estreia, diante do Atlético Goianiense.

Os volantes Liel e Jean Mangabeira são os mais cotados para ser o "quarto zagueiro" diante do Vila. Mas o técnico Mazola Júnior já disse que considera o ataque do time goiano veloz e demanda alguém com mais velocidade do que Liel e mais capacidade para atuar pelo lado esquerdo do que Jean Mangabeira. O volante Ronaldo, contratado pelo Criciúma há duas semanas, não entra em campo há cinco meses.

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Criciúma

 Veja também
 
 Comente essa história