Nicolas volta a jogar pelo Criciúma com máscara após sofrer fratura no rosto Denis de Oliveira/NSC TV

Jogador usará máscara por mais de um mês até consolidar a recuperação do osso do rosto

Foto: Denis de Oliveira / NSC TV

Nicolas sentiu imediatamente que o rosto afundou depois de levar uma cotovelada no segundo tempo do jogo do Criciúma contra o Sampaio Corrêa, em São Luís (MA). Além de fraturar o osso da face em três lugares, o atacante do Tigre levou um cartão amarelo por demorar a sair de campo. 

Depois de passar por uma cirurgia há cerca de dez dias, o jogador já está pronto para voltar. Ele pode ser titular no duelo com o Coritiba, na próxima terça-feira, às 19h15min, no Heriberto Hülse. Nicolas já treina com o time e usará uma máscara para proteger a área afetada.

— Já usei a máscara, ela protege bastante. Talvez tenha dificuldade no início, mas é bem confortável, feita sob medida. Vou ter que usar por uns 45 dias até calcificar bem certinho o osso — explicou Nicolas.

O novo adereço já rendeu um apelido internamente. Segundo o próprio atacante, alguns colegas do time já o chamaram de Wolverine.

Passado o susto, a atenção agora se volta para a retomada do Criciúma no Brasileiro da Série B. O Tigre tem uma sequência de três jogos contra adversário que estão na metade superior da tabela.

— A gente está numa Série B e tem que saber lidar com essa situação. Nosso time já deu uma resposta boa e tem tudo para dar de novo. Esse jogo contra o Coritiba em casa é muito importante, e precisamos voltar com as boas atuações — afirma o atacante.

Presente em 14 jogos na Série B, com um gol marcado, Nicolas reconhece que, hoje, a prioridade é escapar do rebaixamento, mas avalia que o Tigre tem o que é preciso para ser mais ambicioso.

— Temos que primeiro nos consolidar na parte cima da tabela para, aí sim, buscar algo mais no campeonato. O Criciúma tem condições, sim — considera Nicolas.

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Criciúma

 Veja também
 
 Comente essa história