"Demos o nosso melhor", diz Mazola sobre primeira vitória do Criciúma no returno Guilherme Hahn/Especial

Foto: Guilherme Hahn / Especial

O técnico Mazola Júnior admitiu que o Criciúma não fez uma partida excepcional na noite dessa terça-feira, em Caxias do Sul, diante do Juventude. Mas enalteceu a "luta" dos jogadores dentro de campo para voltar a Santa Catarina com um triunfo.

— O maior destaque para nós foi a união, a entrega, a dedicação e a determinação desde o começo dos trabalhos. Demos o nosso melhor, deixamos tudo o que tínhamos aqui dentro de campo. Se não fizemos um grande jogo tecnicamente, pelo menos podemos salientar a luta. Esse foi o grande fator a nosso favor — declarou o técnico, em entrevista ao repórter Márcio Cardoso, da rádio Eldorado, de Criciúma.

Mazola se disse satisfeito especialmente com o setor defensivo. O treinador lembrou que o goleiro Luiz não foi exigido em nenhum momento do jogo. O ponto em que o Criciúma precisa evoluir, na avaliação do técnico, é outro.

— Na parte ofensiva nós precisamos melhorar, jogar mais. Falta muita agressividade e mais dinâmica. Falta tranquilidade para ficar mais e rodar mais com a bola — reconheceu o comandante.

O resultado leva o Tigre à 14ª posição, com três pontos de vantagem para o primeiro time da zona de rebaixamento. A "gordura" deve dar mais tranquilidade ao Criciúma nesse sábado, quando recebe no Heriberto Hülse o Fortaleza, líder da Série B. O confronto será às 16h30min. O volante Liel está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Criciúma

 Veja também
 
 Comente essa história