Mazola vê empate em Sorocaba como "resultado muito satisfatório" para o Criciúma Guilherme Hahn/Especial/Especial

Foto: Guilherme Hahn/Especial / Especial

O Criciúma chegou a Sorocaba (SP) pensando apenas em vencer para se garantir logo na Série B de 2019, mas retornou da cidade paulista mais do que satisfeito com o empate em 0 a 0 diante do São Bento. O Tigre jogou por 35 minutos com um jogador a menos no segundo tempo e se portou bem para segurar a pressão no fim.

O técnico carvoeiro, Mazola Júnior, parabenizou os comandados pela estabilidade mantida mesmo com a desvantagem numérica.

— Tínhamos o jogo bem controlado até a expulsão do Elvis. Depois da expulsão, a situação complicou muito. Tínhamos problemas com o Vitor (Feijão), que passou dois dias com infecção na garganta, estava muito mal, dificuldade até para respirar. Não pudemos refrescar mais uma vez. Os espaços iam começar a aparecer. No momento em que o Elvis foi expulso, veio tudo por água abaixo. Temos que parabenizar a equipe pelo espírito de sacrifício com um homem a menos, adversário direto, muito difícil jogar aqui, eles ganharam do Fortaleza, do Guarani. Ganhamos um ponto aqui, perante tudo que aconteceu, antes e durante o jogo, acho que o Criciúma sai com um ponto muito satisfatório — enalteceu Mazola, em entrevista ao repórter Márcio Cardoso, da rádio Eldorado.

Mas nem tudo foi elogios por parte do técnico. Ele não gostou nada da expulsão do Elvis e se colocou do lado do árbitro na polêmica. O meia levou o cartão vermelho depois de reclamar por uma falta não marcada aos 14 do segundo tempo.

— Conversei com o árbitro, que é muito bom, conheço ele. Sempre que apitou jogos que trabalhei, foi espetacular. Disse que o Elvis ofendeu nitidamente por duas vezes. Não pode acontecer, com a experiência que ele tem, a importância que ele tem para o nosso grupo, não pode perder a cabeça assim. Poderia ter colocado uma situação muito complicada para nós — alertou o comandante.

Segundo Mazola, as substituições de Iago por Marlon Freitas e Zé Carlos por Nicolas foram feitas por cansaço. A de Sueliton por Carlos Eduardo, no intervalo, foi porque o lateral-direito titular sentiu a lesão que já tinha nas costas. Ele era dúvida para o confronto.

Agora, o Criciúma tem uma semana para se preparar para mais um duelo fora de casa. No próximo sábado (27), o Tigre encara o Figueirense no Orlando Scarpelli, às 16h30min.

 Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do Criciúma 

 Veja também
 
 Comente essa história