Criciúma faz dois gols nos acréscimos e arranca empate diante do Goiás  Guilherme Hahn / Especial/Especial

Sandro fez o gol do empate no último lance da partida

Foto: Guilherme Hahn / Especial / Especial

Até o goleiro Luiz foi para a área no último lance do jogo, mas o abafa deu certo: de forma dramática, o Criciúma fez dois gols nos acréscimos do segundo tempo e arrancou um empate diante do Goiás em um jogo que parecia perdido no Heriberto Hülse.

O empate em 2 a 2 ainda não é suficiente para que o Tigre se considere livre do rebaixamento, mas o deixa a uma vitória da pontuação capaz de livrá-lo matematicamente do descenso.

O resultado mantém o Criciúma na 14ª posição, sete pontos acima do Z-4, mas essa distância pode diminuir com o complemento da rodada. O Tigre volta a campo na próxima terça-feira. Fora de casa, jogará contra o Londrina, às 19h15min. Já o Goiás assume a vice-liderança temporária da Série B.

Jogo aberto

O jogo foi aberto com os dois times jogando e deixando jogar. Os visitantes tentaram de longe. Logo aos quatro minutos, Luiz defendeu em dois tempos uma finalização de fora da área, sem muita força, de Maranhão. O Tigre respondeu da mesma forma dez minutos depois, com uma bomba de Gabriel por cima do gol.

 O Goiás até deu espaços, mas o Criciúma abusou de errar passes curtos e domínios de bola. À beira do campo, Mazola Júnior erguia os braços e reclamava dos erros excessivos. O Esmeraldino crescia.

Aos 21, Michael avançou em contra-ataque rápido pela direita, invadiu a área e foi desarmado por baixo por Luiz. No lance seguinte, Gedoz aproveitou um rebote da zaga para mandar de primeira com o pé esquerdo uma bola que passou perto do poste direito da trave carvoeira.

O Tigre teve chances isoladas no primeiro tempo, mas sem levar qualquer perigo ao gol adversário. O Goiás foi mais eficaz. No fim da etapa inicial, Michael trabalhou a bola pelo lado direito e finalizou na trave. No rebote pelo lado oposto, Gedoz mandou a bola na área e Lucão abriu o placar de coxa. O centroavante comemorou de forma discreta em respeito ao Tigre, onde foi o artilheiro no ano passado.

SC - Criciúma - 01/11/2018 - Brasileiro B 2018, Criciúma x Goias - Jean Mangabeira do Criciúma disputa lance com Jogador do Goias durante partida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro B 2018 no estádio Heriberto Hülse. Foto: Guilherme Hahn Especial
Foto: Guilherme Hahn / Especial

No segundo tempo, drama e recompensa

Mazola não gostou nada e fez duas substituições no intervalo: Elvis e Andrew nos lugares de Alex Maranhão e Gabriel.

No primeiro lance, Elvis cobrou falta e Zé Carlos mandou para o gol, mas a arbitragem assinalou corretamente o impedimento do atacante tricolor.

O Criciúma manteve mais posse de bola, mas o Goiás permaneceu mais agressivo. Aos 10 do segundo tempo, os visitantes só não ampliaram porque ninguém apareceu para empurrar para dentro do gol uma bola cruzada por baixo por Alex Silva após boa jogada individual pela direita.

Aos 31, Maranhão (do Goiás) fez mais uma jogada individual na área do Criciúma, avançou pelo lado esquerdo e finalizou na saída de Luiz, mas a bola saiu pela linha de fundo, no que foi a melhor chance de gol do segundo tempo.

Não muito tempo depois, o goleiro esmeraldino quase deu o empate ao Tigre. Zé Carlos cruzou da direita e Marcos deixou a bola escapar entre as pernas, mas ninguém apareceu para completar para o gol.

O Goiás, quando teve chance, foi letal. Em um contra-ataque pela direita, aos 39 minutos, Michael avançou até perto da linha de fundo e mandou para o meio da área, onde o oportunista Lucão estava para fazer o segundo gol dele.

Os visitantes tiveram a chance de fazer o terceiro logo depois, mas Luiz evitou o gol em uma finalização de Michael.

Aí a coisa começou a mudar.

Já nos acréscimos, Andrew invadiu a área e foi derrubado por Alex Silva. Pênalti. Zé Carlos cobrou com perfeição no ângulo esquerdo de Marcos e descontou, reacendendo as esperanças nas arquibancadas. Os torcedores que já rumavam ao portão de saída resolveram esperar mais um pouco - e foram recompensados.

No último lance do jogo, até o goleiro Luiz foi para a área. Elvis cobrou falta, a defesa afastou, Patrick aproveitou a segunda bola e lançou para Marlon, dentro da área pelo lado direito. O lateral cruzou e Sandro empurrou para dentro do gol, dando números finais à partida.


Após o jogo, Zé Carlos foi expulso em uma confusão que se formou.

Além do ponto conquistado, o Criciúma salvou um jejum histórico: o Goiás continua sem ganhar no Heriberto Hülse.

FICHA TÉCNICA - CRICIÚMA 2 x 2 GOIÁS

CRICIÚMA
Luiz; Eduardo, Sandro, Fábio Ferreira e Marlon; Ronaldo, Jean Mangabeira (Patrick), Alex Maranhão (Elvis) e Gabriel (Andrew); Vitor Feijão e Zé Carlos. Técnico: Mazola Júnior.  

GOIÁS
Marcos; Alex Silva, David Duarte, Victor Ramos e Ernandes; Gilberto, João Afonso (Léo Sena) e Felipe Gedoz (Renato Cajá); Michael (Tiago Luís), Lucão e Maranhão. Técnico: Ney Franco.

GOLS: Lucão, aos 43 do 1ºT e aos 39 do 2ºT (G). Zé Carlos, aos 47, e Sandro, aos 49 do 2ºT (C).
CARTÕES AMARELOS: Marlon e Sandro (C). Victor Ramos, João Afonso e David Duarte (G).
CARTÃO VERMELHO: Zé Carlos (C).

ARBITRAGEM: Paulo Roberto Alves Júnior, auxiliado por Luciano Roggenbaum e Luiz Sousa Santos Renesto (trio do PR).
PÚBLICO:  4.592, para renda de  R$ 55.170,00.
LOCAL: Heriberto Hülse, em Criciúma.

 Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do Criciúma 

 Veja também
 
 Comente essa história