Figueirense joga recuado, mas não impede vitória do Grêmio em Porto Alegre Fernando Gomes/Agencia RBS

Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

A opção do técnico Argel Fucks ficou clara desde os primeiros minutos de jogo na noite deste sábado. Time recuado, meio de campo de três atletas postados como volantes e aposta nos contra-ataques. O problema é que estes pouco aconteceram, o Figueirense nada criou e não conseguiu chegar ao gol. A estratégia defensiva segurou o Grêmio apenas até a metade do segundo tempo, quando Braian Rodríguez fez o único gol da vitória tricolor em Porto Alegre.

Veja como foi o minuto a minuto da partida
Confira a tabela da Série A

E o placar só não foi mais elástico por mérito de mais uma boa atuação de Alex Muralha. O goleiro do Figueirense fez três milagres, duas vezes em chutes de Giuliano cara a cara com o gol e a última de Luan. O resultado -— primeira vitória na Série A — alivia um pouco a pressão sobre os donos da casa, que chegaram a ser vaiados pela própria torcida na saída para o intervalo. Já o Alvinegro segue com apenas um ponto em três rodadas e encara na próxima o atual campeão brasileiro, o Cruzeiro.

Grêmio vence na insistência

O primeiro tempo começou morno na Arena do Grêmio. O Figueirense abdicou de atacar, enquanto os donos da casa tinham dificuldades de superar a defesa bem postada do time catarinense. Só aos 24 minutos surgiu a primeira boa chance do jogo, em um chute cruzado de Giuliano, que invadiu a área pela esquerda e mandou a bola com destino certo ao gol de Alex Muralha. O goleiro, porém, mostrou que estava em uma grande noite e fez bela defesa.

MP, Polícia Civil, Avaí e Figueirense se unirão por clássico da paz
Polícia irá pedir medida cautelar para França não enfrentar Avaí

Depois disso, o time da casa passou a pressionar. Marcelo Oliveira chegou a fazer um gol, mas estava impedido, e Douglas não marcou por muito pouco no ângulo esquerdo em cobrança de falta. O único susto dos donos da casa foi uma jogada veloz de Clayton pela direita, único lado em que o Figueirense conseguia algumas escapadas.

Argel com certeza pediu um time mais intenso no ataque na segunda etapa. Aos seis minutos, Yago arriscou de longe, para a defesa de Marcelo Grohe. Marquinhos Pedroso também voltou mais ativo na armação de jogadas. Mas não passou disso. O treinador preferiu não arriscar, colocou um atacante, Marcão, no lugar de outro da mesma posição, Everaldo. Optou por colocar Jefferson no meio, e empurrar Pedroso para a lateral-esquerda. E só aos 28 minutos passou a atuar com três atacantes, com a entrada de Mazola no lugar de Yago.

Leia mais sobre o Figueirense

O Grêmio insistiu, insistiu, até que conseguiu. Aos 34 minutos, em jogada aérea, Braian Rodríguez subiu mais alto na área do Figueirense e testou para o fundo do gol de Alex, que, só desta vez, não conseguiu a defesa. A partida terminou com placar magro e muita chuva em Porto Alegre.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Rafael Galhardo (Felipe Bastos), Rhodolfo, Erazo e Marcelo Oliveira; Maicon, Walace, Giuliano, Douglas (Yuri Mamute) e Luan; Pedro Rocha (Braian Rodríguez)
Técnico: James Freitas

FIGUEIRENSE
Alex Muralha; Leandro Silva, Bruno Alves, Marquinhos e Cereceda (Jefferson); Paulo Roberto, Fabinho, Marquinhos Pedroso e Yago (Mazola); Clayton e Everaldo (Marcão)
Técnico: Argel Fucks

Gol: Braian Rodríguez aos 33 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos: Braian Rodríguez, Douglas, Marcelo Grohe, Rafael Galhardo e Wallace (G); Bruno Alves, Cereceda, Fabinho e Yago (F).

Arbitragem: Luiz Flavio de Oliveira (SP), auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis e Carlos Augusto Nogueira Junior.
Local: Arena Grêmio, em Porto Alegre

Clique na imagem e acesse o Guia Online do Campeonato Brasileiro
Guia Online do Campeonato Brasileiro

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história