"Figueirense é muito maior do que a Chapecoense", afirma Rodrigo Biro Figueirense/Divulgação

Ex-Chapecoense, Rodrigo Biro está de volta ao Estado após jogar por Ponte Preta e ABC na temporada passada

Foto: Figueirense / Divulgação

O lateral-esquerdo Rodrigo Biro, 29 anos, apresentado nesta segunda-feira como reforço do Figueirense, chegou com a língua afiada. Em entrevista coletiva à tarde no CFT do Cambirela, em Palhoça, ele mostrou entusiasmo com a oportunidade de jogar no Alvinegro. Até colocou o clube em condições de superioridade em relação ao outro catarinense da Série A, a Chapecoense, em que já atuou.

Promessa de guerreiro: volante Luan atravessa o gramado do Scarpelli de joelho
Hudson Coutinho cobra maior posse de bola do Figueirense
Figueirense vence o Brusque em jogo de polêmicas pelo Catarinense

- Tive passagem pela Chapecoense em 2014. Estou voltando agora para uma equipe muito maior. Não tem nem comparação. Com todo o respeito à Chapecoense, mas o Figueirense é muito maior, extremamente maior - disparou o lateral alvinegro.

Acompanhe o noticiário do Campeonato Catarinense
Veja a tabela completa do Campeonato Catarinense

Após fazer a comparação com o ex-clube, Rodrigo Biro ainda explicou os motivos para suas declarações:

- Para mim o Figueirense tem maior torcida, acho que a camisa é maior, o clube é maior. Não desmerecendo a Chapecoense jamais, é um clube que me ajudou bastante, mas acho que não tem nem comparação com o Figueirense. Então, espero ajudar aqui e fazer meu melhor.

O jogador ainda projetou uma temporada melhor do que foi a anterior, em que considera ter feito um bom Campeonato Paulista pela Ponte Preta, mas depois não engrenou no Campeonato Brasileiro. Acabou se transferindo para o ABC, na Série B. e deixou o clube antes do rebaixamento ser confirmado.

Mais sobre o Figueirense

Rodrigo Biro ainda contou o que tem a oferecer na lateral esquerda do Figueira:

- Minha característica é de velocidade. Ataco bastante, mas não posso deixar de marcar. São características de lateral. Sabemos que o ano é bastante complicado e cheio. Estou aqui para ajudar.

 Veja também
 
 Comente essa história