Jorge Henrique admite "sacrifício" para jogar ao lado de André Santos no Figueirense Cristiano Estrela/Diário Catarinense

Foto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense

O time titular do Figueirense com André Santos e Jorge Henrique. É bem possível, conforme o segundo nome. O meia-atacante tem sido utilizado pelo técnico Milton Cruz nesta Série B do Campeonato Brasileiro como armador, jogando mais centralizado. Porém, com a mudança de posição do companheiro nos últimos anos, que passou de lateral-esquerdo a meio-campista, Jorge Henrique pode voltar a ocupar posição mais pelas beiradas de campo: um "sacrifício" em prol do colega.

— Joguei com o André Santos no Corinthians (2009), conheço bem, se estiver com intuito de ajudar, com certeza nos ajudará bastante. Se precisar mudar de posição para ele jogar e se estiver querendo, eu mudo de posição, faço esse sacrifício. Tem que perguntar se ele quer jogar, porque se ele quiser, é um grande jogador — disse Jorge Henrique, em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

Aos 36 anos e a para minimizar as lesões musculares nesta temporada, ele tem atuado mais centralizado. É a forma encontrada pelo técnico Milton Cruz para que possa contar com o jogador com mais frequência. No entanto, Jorge Henrique demonstrou que tem vontade de atuar em função que lhe obriga maior velocidade.

— Posso voltar a jogar aberto, correr um pouquinho mais. Acho que os laterais não estão com saudade de mim (risos).

Jorge Henrique está disponível e deve estar no meio de campo do Figueirense que vai encarar o Juventude neste sábado. O duelo às 19h será no Alfredo Jaconi.

Confira a tabela da Série B do Brasileiro 2018
Leia mais sobre o
Figueirense

 Veja também
 
 Comente essa história