Figueirense anuncia saída do técnico Rogério Micale Marco Favero/Diário Catarinense

Foto: Marco Favero / Diário Catarinense

O Figueirense colocou um ponto final na passagem de Rogério Micale no comando do time profissional após o término da Série B do Brasileiro. Com apenas 22,2% de aproveitamento, o treinador foi oficialmente desligado na tarde desta quarta-feira e não cumprirá o contrato, que tinha duração até o final de 2019.

"O Figueirense Futebol Clube comunica que Rogério Micale não é mais o técnico da equipe principal. A decisão foi tomada de comum acordo pelas partes. O Clube agradece aos serviços prestados neste período e deseja sorte na sequência da sua carreira", diz a nota oficial.

Micale estreou em casa contra o São Bento – empate por 2 a 2 – com o time a quatro pontos do G-4 da Série B, em oitavo. A campanha dele na área técnica tem apenas uma vitória, cinco empates e seis derrotas – 22,2% de aproveitamento. O Figueirense terminou a competição em 15º com três pontos a mais que o Paysandu, rebaixado na 17ª colocação.

Campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior pelo Figueirense, em 2008, Micale retornou ao clube para assumir o comando profissional após a saída de Milton Cruz. A missão dele era direcionar a equipe de volta à elite nacional, mas o insucesso dos resultados obrigaram o Alvinegro a chegar na última rodada lutando contra o rebaixamento na Série B.

Micale foi o treinador responsável por comandar a Seleção Brasileira ao inédito ouro nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Porém, o técnico não conseguiu se firmar em trabalhos com clubes. Foi o terceiro trabalho dele que termina antes mesmo do fim do contrato. Antes do Figueirense, isso tinha ocorrido no Atlético-MG e também no Paraná.  

Veja mais notícias do Figueirense
Confira a tabela da Série B do Brasileiro 2018

 Veja também
 
 Comente essa história