Jogadores do Figueirense lamentam segundo empate sem gol consecutivo Marco Favero/Diário Catarinense

Foto: Marco Favero / Diário Catarinense

O Figueirense passou mais 90 minutos sem marcar gol, mas também permaneceu a mesma quantia de tempo sem ter a defesa vazada. Esse foi o saldo do empate por 0 a 0 contra o Guarani na noite desta terça-feira, no Orlando Scarpelli, pela 35ª rodada da Série B do Brasileiro. Os jogadores do Alvinegro, porém, lamentaram o resultado diante da torcida.

– Mais uma vez tenho que agradecer a Deus e a oportunidade que os professores estão me dando. A gente está no início e temos que continuar treinando. A gente trabalha durante a semana para vir a campo e as coisas acontecerem naturalmente – disse o goleiro Vitor Caetano que foi o único a ter bons motivos para comemorar por causa das defesas.

O zagueiro Nogueira disse ter faltado mais tranquilidade para o Figueirense deixar o gramado com os três pontos. Com contrato de empréstimo perto do fim, o jogador que pertence ao Fluminense falou em tom de despedida.

– Faltou capricho no último passe para a gente sair com a vitória. Foi no detalhe. Eu criei um carinho grande pelo Figueirense, aprendi a amar e respeitar o grupo. Claro, tivemos dificuldades. A equipe foi muito bem e não deixou de lutar hora alguma. Faltou algo para não brigarmos pelo G-4. Vamos fazer o melhor para encerrar o ano vencendo – completou.

Com 46 pontos, o Alvinegro abriu nove para o primeiro time na zona de rebaixamento. A  diferença em relação ao rival Avaí, que abre o G-4, é de 11 pontos. Isso a três rodadas para o encerramento da Série B. O Figueirense volta a jogar na sexta-feira, às 19h15min, quando encara o Vila Nova, em Goiânia.

Veja mais notícias do Figueirense
Confira a tabela da Série B do Brasileiro 2018

 Veja também
 
 Comente essa história