Cedrón ganha ação trabalhista e se desliga do Figueirense Luiz Henrique/Figueirense FC

Foto: Luiz Henrique / Figueirense FC

O Figueirense não vai poder contar com o meia-atacante Victor Cedrón para a próxima temporada. O peruano tinha contrato em vigor com o clube para 2019, mas foi rompido por liminar em ação trabalhista, deferida pelo juiz Luciano Paschoeto, nesta sexta-feira. A rescisão indireta de contrato foi motivada por atraso no pagamento de salários e outros encargos.

De acordo com a ação, o Figueirense deve ao atleta seis meses de salário, os direitos de imagem referentes ao período e depósito de FGTS. Ele foi representado pelo advogado Lucas Queiroz, especialista em direito desportivo. Na última quarta-feira, o meia Daniel Costa conseguiu a liberação do contrato pelas mesmas razões.

Cedron chegou ao Figueirense no começo do ano. Desde então foram nove partidas na equipe principal e dois gols marcados – ambos no Catarinense. Sem ser aproveitado no decorrer da temporada, chegou a defender o time de aspirantes por cinco partidas.

 Veja também
 
 Comente essa história