Expectativa: dívidas saneadas, presença na Série A e classificação à Libertadores. Realidade: salários atrasados, ameaça de greve, bens penhorados e derrocada no campo. Em agosto do ano passado, o Figueirense virava clube-empresa para evitar que os problemas financeiros não assolassem o clube. Na última quinta, o clube trocou o comando máximo justamente por isso. Cláudio Vernalha fica nos bastidores e Cláudio Honigman assume o status de presidente.

Há menos de um ano meio, o Conselho Deliberativo aprovou repassar a administração do Figueira para grupo de investidores. Saiu Wilfredo Brilinger. O primeiro a ficar à frente do Figueira foi Alex Bourgeois, na condição de CEO, que ficou três meses no clube, seguido de Vernalha, o proprietário da holding Elephant, que assina a parceira com o Figueirense, e agora Honigman. A dívida da época, que chegava aos R$ 70 milhões, aumentou — mas sem cifra estimada. 

Os atrasos de salário somente com atletas do elenco principal passaram dos quatro meses. Recentemente, um veículo utilizado para fins administrativos foi penhorado para saudar uma dívida trabalhista. Na última quarta-feira, o meia Daniel Costa conseguiu na Justiça a quebra de contrato por causa dos mais de três meses de vencimentos atrasados.

Cláudio Vernalha, interlocutor de investidores ao Conselho Deliberativo na apresentação da proposta no contrato de 20 anos que prevê reerguer o clube com aporte financeiro, deixou o comando. Com a situação ainda mais delicada que antes, ele deixa os holofotes depois de sanar dívidas urgentes no começo da gestão e do título do Catarinense, que ficou ofuscado pelo fim de ano melancólico – com luta contra o rebaixamento até a última rodada. 

Em comunicado do clube, a mudança em meio à crise tem nome: Conselho de Administração. Ele será presidido por Vernalha. Desta forma, o então diretor comercial Cláudio Honigman toma posse do comando do clube. 

Novo presidente do Figueira, Honigman foi procurado para falar sobre os planos para o Alvinegro, mas sua assessoria informou que será marcada uma entrevista coletiva na próxima semana para apresentar o planejamento da nova gestão.

 Veja também
 
 Comente essa história