Criciúma contrata novo gerente de futebol e confirma dispensa de Mika Maurício Vieira, Diário Catarinense /

Mika teve o contrato com o Tigre rescindido

Foto: Maurício Vieira, Diário Catarinense /

A apresentação de quatro reforços não foi a única novidade no Criciúma na última segunda-feira. O gerente de futebol do clube, Enedir Perraro, pediu demissão. José Reis foi o escolhido para o cargo.

Nedo Perraro, como é conhecido, disse que sua saída se deve apenas ao cansaço causado pela atividade ligada ao dia a dia do futebol desde janeiro, quando assumiu a função que era de Homero Santarelli. Negociações longas na busca por reforços, entrevistas, viagens e as costumeiras pressões de outros dirigentes e empresários fizeram com que ele tenha decidido deixar o clube.

O lugar de Perraro ficou vago por pouco tempo. Horas depois o Criciúma anunciava a contratação de José Reis, que estava no Boavista, do Rio de Janeiro. Reis já trabalhou também nos cariocas Duque de Caxias e Macaé e em clubes de São Paulo.

— Estou feliz e confiante em trabalhar no Criciúma, que é uma marca nacional no futebol — comenta o novo gerente de futebol do clube catarinense.

José Reis já participou da apresentação dos quatro reforços. Thoni, Aloísio, Diogo Kachuba e Anderson Conceição estavam no clube desde a semana passada, mas apenas na segunda todas as pendências burocráticas foram resolvidas e a apresentação oficial pôde ser feita. Quem está de saída é o volante Mika, que não era relacionado pelo técnico Edson Gaúcho e acertou a rescisão de contrato.

No treinamento da última segunda, o meia uruguaio Mariano Rubbo sofreu uma lesão no pé esquerdo e é dúvida para a partida de sábado contra o Náutico, no Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma. Nesta terça, Edson Gaúcho começa a encaminhar a equipe para o duelo com o clube pernambucano. A única mudança é motivada pela ausência do atacante Schwenck, expulso na vitória de 2 a 1 sobre o Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Lincom é o provável substituto.
DIÁRIO CATARINENSE
 DC Recomenda
 
 Comente essa história