Fernandes tem bom retrospecto contra o Joinville Flávio Neves/Agencia RBS

Fernandes criou o lance que resultou no gol de empate de Guilherme Santos na primeira partida da semifinal

Foto: Flávio Neves / Agencia RBS

Maior artilheiro da história do Figueirense, com 105 gols, o meia Fernandes costuma levar vantagem nos confrontos com o Joinville. O retrospecto é favorável. Em 1999, Fernandes teve participação ativa nas duas partidas das semifinais do Campeonato Catarinense.

No primeiro duelo, fora de casa, ele deu o passe para o gol da vitória por 1 a 0, marcado por Toninho. No jogo de volta, na Capital, fez o gol do empate em 1 a 1 que colocou o Alvinegro na decisão contra o Avaí. Depois, em 2006, Fernandes entrou no segundo tempo da final contra o JEC e marcou o terceiro gol, que selou a vitória por 3 a 0 e foi dedicado ao seu filho Pedro Henrique.

Como se vê, o meia alvinegro gosta de sacrificar o adversário. Curiosamente, passados 13 anos do primeiro encontro, a história se repete. No último domingo, no primeiro duelo da semifinal, em Joinville, Fernandes criou o lance que resultou no gol de empate de Guilherme Santos. E, neste domingo, no Orlando Scarpelli? O final será feliz para Fernandes outra vez? O próprio atleta responde:

— Espero que sim, o meu retrospecto contra o Joinville é bom — diz.

É neste clima de alegria que o Figueirense e Fernandes esperam confirmar o favoritismo e carimbar a passagem para a decisão contra Avaí ou Chapecoense. Nas últimas duas partidas, o meia virou titular e até marcou um gol de pênalti, contra o Camboriú, atuando como atacante. A tendência, no duelo de domingo, é que Fernandes faça o elo de ligação entre o meio-campo e o ataque. Nada que ele não conheça bem. O jogador só pede respeito ao adversário.

— Em toda decisão, a ansiedade é maior e o nervosismo pode atrapalhar. Temos que entrar ligados para que esse fatores não nos prejudiquem. Conseguimos um bom resultado fora de casa e isso nos manteve com o direito de jogar pelo empate. Mas não tem nada ganho. Um gol do Joinville aqui pode mudar tudo — ressalta.

Nestas horas, a experiência vale muito e Fernandes conhece bem o caminho para tornar a tarefa mais fácil. A torcida alvinegra agradece.
DIÁRIO CATARINENSE
 DC Recomenda
 
 Comente essa história