Jean-Éric Vergne nega que Toro Rosso seja um teste para a Red Bull Tom Gandolfini/AFP

Jean-Éric Vergne está na 13ª posição do mundial

Foto: Tom Gandolfini / AFP

O piloto estreante Jean-Éric Vergne negou que a temporada-2012 da Fórmula 1 na Toro Rosso seja encarada por ele como uma espécie de teste para ocupar um futuro lugar na Red Bull futuramente.

O francês foi campeão da F3 inglesa, em 2010, e vice da World Series, em 2011. Nas primeiras corridas do ano pela Toro Rosso, o piloto variou entre o 16º lugar e o oitavo. Na tabela de classificação, Vergne é o 13º colocado estando à frente de pilotos como Schumacher e Massa.

— Algumas pessoas vão dizer que nós estamos em uma batalha por um cockpit na Red Bull, mas eu não vejo dessa forma. Estou competindo pela Toro Rosso e quero ajudar o carro a chegar constantemente na zona de pontuação — disse o francês.

O Chefe de equipe da Red Bull, Christian Horner, encara com naturalidade a política de formar e lapidar jovens talentos.

— Acho perfeitamente lógico que você tenha uma política de juventude, e que essa jovem política está entregando um talento real, e esse talento é animador assim como Sebastian Vettel demonstrou, então faria mais sentido ter um piloto que cresceu na casa ao invés de procurar fora dela — afirmou o Horner.

Antes de chegar à Red Bull, Vettel passou dois anos guiando um carro da Toro Rosso, escuderia pela qual conquistou sua primeira vitória na Fórmula 1, no GP da Itália, em 2008.
LANCEPRESS!
 DC Recomenda
 
 Comente essa história