Criciúma apresenta Sueliton, substituto de Ezequiel: "Admiro essa equipe" Fernando Ribeiro/Criciúma E.C

Jogador tem experiências no Rio Grande do Sul e do Nordeste, além de passagens pela Europa

Foto: Fernando Ribeiro / Criciúma E.C

O Criciúma não demorou para repor a vaga deixada pelolateral-direito Ezequiel, negociado com o Braga, de Portugal. Na quinta-feira, o Tigre apresentou oficialmente Sueliton, de 26 anos, que estava atuando no Rayo Vallecano, clube da primeira divisão espanhola.

Nascido em Pernambuco, o jogador acumula passagens pelo futebol do nordeste e gaúcho, e, há mais de uma temporada, atuava na Europa. Sueliton chega para disputar uma posição com Diego Renan, lateral emprestado pelo Cruzeiro e que pode jogar nos dois lados. Com contrato de seis meses, o jogador terá que mostrar trabalho para seguir aproveitado no Brasileiro da Série A.

- Também quero o meu espaço, quero jogar, quero ajudar. Pretendo fazer um bom início no estadual e dar força para o Campeonato Brasileiro.

Empolgado com a oportunidade de atuar pelo Criciúma, o lateral revelou que a torcida e a estrutura do Tigre pesou na hora de deixar a Espanha. Enquanto aguardava pelo início do returno do campeonato europeu, Sueliton recebeu o contato e não hesitou em fazer a mudança.

– Admiro muito essa equipe. Tanto a estrutura como a torcida. Estou muito feliz e espero fazer uma grande temporada. Espero ajudar o Criciúma no que for possível. Creio que vamos dar muitas alegrias para os torcedores – aponta o novo lateral do Tigre.

A estreia do Tigre na temporada será contra o Camboriú, no sábado, às 19h30min, no Estádio Heriberto Hülse. A partida poderá ocorrer sem a presença da torcida, já que o Ministério Público de Santa Catarina recomendou que os portões fossem fechados, em função da demora na entrega dos laudos pelos clubes. O pedido foi acatado pela Federação Catarinense de Futebol, porém os clubes já deixaram claro que irão recorrer da decisão. O resultado das tratativas deve sair nesta sexta-feira.

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história