Candidato da situação, Nilton Macedo diz que chapa da oposição "Agiu em momento inoportuno" André Podiacki/Agencia RBS

Nilton é o presidente em exercício do Avaí

Foto: André Podiacki / Agencia RBS

Atual vice-presidente do Avaí e candidato da situação para suceder Zunino em 2014, Nilton Macedo Machado encarou com naturalidade o surgimento da chapa de oposição para o Conselho Deliberativo, denominada "Avaí Mais Forte" e liderada por dois ex-presidentes, Flávio Félix (1997-2001) e Décio Girardi (1986-1987).

Por telefone, Macedo conversou com o DC e garantiu estar tranquilo para as eleições do Conselho, que acontecerão em 20 de novembro e encaminharão a escolha da nova diretoria executiva.

– O Avaí não é meu, nem do Zunino, nem do Flávio ou do Décio. Todos queremos e buscamos o melhor para o clube, independente do lado que estamos – afirmou Nilton Macedo.

Apesar de mostrar grande admiração pelos líderes da oposição, o atual vice-presidente não deixou de criticar a postura do grupo.

– O momento foi muito inoportuno para lançar uma candidatura. Estamos concentrados em levar o time para a Série A e isso pode desestabilizar o elenco – disse Macedo, que ainda avaliou que a chapa foi inconsequente ao argumentar que falta transparência na atual gestão do Conselho.

– Outra coisa: não é certo dizer que falta transparência. Todas as movimentações são avaliadas pelo Conselho Fiscal, e todos os saldos são disponibilizados aos conselheiros e sócios no site do clube. Esse é um argumento que não se aplica – completou.

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história