A caminho do Azerbaijão, Thiego se despede da torcida do Figueirense André Podicaki/Agência RBS

Foto: André Podicaki / Agência RBS

Thiego voltou ao Orlando Scarpelli neste sábado, aumentando as esperanças dos torcedores de um possível retorno do zagueiro que ajudou o Figueirense a alcançar o acesso no ano passado. Mas não era nada disso. O jogador passou em Florianópolis para pegar objetos pessoais, que ainda estavam no estádio, e se despedir dos ex-companheiros alvinegros.

Da torcida, Thiego foi às redes sociais para agradecer o apoio durante o ano de 2013, no qual o jogador "vestiu com orgulho e respeito o manto alvinegro". O zagueiro se despediu dos torcedores afirmando estar com uma sensação de dever cumprido. Ao fim da carta divulgada no Instagram, ele dispara: "Saio como jogador, mas me tornei mais um torcedor do Furacão".

A saída de Thiego para o Azerbaijão foi assinada e ele viajou ainda neste domingo para a Turquia, onde o time árabe faz sua pré-temporada. O Kazhar Lankaran atua na primeira divisão do Azerbaijão.

Confira a despedida na íntegra de Thiego:

Aos torcedores do Furacão do Estreito,

Primeiramente, gostaria de agradecer ao apoio e carinho que foi dado a mim e à minha família durante esse ano maravilhoso que vesti - com orgulho e respeito - o manto alvinegro. Agradeço, também, a oportunidade que me foi concedida para demonstrar meu futebol e toda estrutura que o Figueirense proporcionou a todos os atletas.

Esse ano de 2013 foi, sem dúvida, de muita superação, trabalho e, por fim, vitorioso. O acesso à Série A foi fantástico para todos nós alvinegros, começando pela vitória no cl4ssico contra o 4v4i e terminando na festa com mais 4 mil apaixonados pelo Figueirense invadindo Bragança Paulista. Jamais vou esquecer a homenagem e o apoio dado pela torcida no momento em que minha filha esteve doente.

Me despeço de vocês alvinegros com sensação de dever cumprido, pois ajudei o clube a voltar para seu devido lugar. Estou me despedindo do Figueirense por ter recebido uma proposta que ficou fora do alcance do clube. Saio como jogador, mas me tornei mais um torcedor do Furacão.

Muito obrigado, Nação Alvinegra e Figueirense.

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história