Paulo Turra é demitido do Avaí, depois de três derrotas e lanterna do hexagonal Alceu Atherino/Divulgação Avaí FC

Foto: Alceu Atherino / Divulgação Avaí FC

No dia 14 de fevereiro, Paulo Turra foi contratado para comandar o Avaí no Campeonato Catarinense, na Copa do Brasil e na Série B. Três dias depois, começou a treinar a equipe azurra no que considerava o grande desafio de sua carreira como técnico. Mas a passagem do treinador pela Ressacada durou muito pouco. Após a derrota em casa para a Chapecoense, a terceira seguida no Catarinense em três jogos, Turra foi demitido.

Paulo Turra deixa o time na lanterna do hexagonal após menos de três semanas de trabalho. No pouco tempo em que esteve à frente do Leão, a única coisa que conseguiu conquistar foi a antipatia da torcida, que chegou a pedir a saída do técnico na quinta-feira, após o revés.

A demissão do técnico foi anunciada pelo coordenador de Futebol do Avaí, Chico Lins, em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira. Chico Lins ainda disse que o clube pretende fechar com o novo treinador ainda nesta sexta - o Avaí joga no domingo contra o Marcílio Dias, em Itajaí, pela segunda rodada do hexagonal. Nos bastidores da Ressacada, o nome de Pingo, que quase levou o Brusque ao quadrangular, surge com força.

— Existem três nomes que estamos trabalhando. Na verdade, não trabalhamos ainda, apenas pensamos. E dentro dessas possibilidades, queremos definir ainda nesta sexta-feira - disse o dirigente, que, ao ser questionado se Pingo seria o nome da preferência, não poupou elogios ao técnico.

— O Pingo é um cara que está sendo bem falado por todos. É um amigo pessoal, mas não chegamos a conversar com ele. Agora, sem dúvida é um bom técnico.

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história