Tite admite frustração com Seleção Brasileira e explica recusa ao Japão Diogo Sallaberry/Agencia RBS

Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

O técnico Tite admitiu que ficou frustrado com o fato de não ter sido chamado para treinar a Seleção Brasileira após a última Copa do Mundo. Segundo o treinador, seu trabalho no Corinthians o credenciara a ser convidado, mas ele reconheceu outros companheiros estavam no mesmo nível:

— Admito que fiquei frustrado, algo natural pela expectativa que eu criei e pela expectativa que vocês também da imprensa criaram. Mas é algo natural. Eu acho que me credenciei nesses anos de Corinthians a esse cargo. Mas também temos o Abel no Inter, o Marcelo no Cruzeiro...

Enquanto esperava pela Seleção Brasileira, Tite recebeu um convite da seleção japonesa, mas diz que preferiu esperar o chamado do Brasil, que acabou não vindo, com a CBF contratando Dunga para comandar a Seleção:
 
— Eu tive uma sondagem da seleção japonesa, mas preferi esperar o convite do Brasil. Foi um risco calculado. E quando a Seleção foi para outra pessoa, já havia passado muito tempo.

LANCEPRES
 Veja também
 
 Comente essa história