Pista de skate para competições mundiais será construída em Florianópolis Arte/RBS

Projeto está em licitação na Prefeitura de Florianópolis

Foto: Arte / RBS

Florianópolis está prestes a ter uma nova área para a prática de skate. Uma nova pista com um bowl de nível internacional e apto a receber competições deve ser construída a partir de fevereiro no bairro da Costeira do Pirajubaé, no Sul da Ilha.

::: Leia mais sobre esportes em Aventura SC

O projeto, orçado em R$ 700 mil, já foi aprovado e está em processo de licitação. A Secretaria de Obras de Florianópolis espera assinar a ordem de serviço ainda no mês de janeiro, como havia informado o colunista Roberto Alves na edição de ontem do DC.

Atualmente, a Capital conta com oito pistas públicas de skate e todas sofrem de lotação, segundo André Barros, pai do campeão mundial Pedro Barros e um dos incentivadores do projeto na Costeira. Barros inclusive ressalta o crescimento do esporte em Florianópolis e espera poder realizar a já tradicional competição internacional Skate Generation, até então organizada na sua casa, na nova pista de skate. Com a diferença que seria possível receber muito mais que os dois mil convidados que a estrutura privada comporta atualmente.

— O esporte ganhou muito adeptos em Florianópolis e é fundamental que existam locais com possibilidade de praticar skate em alto nível para o desenvolvimento de novos atletas. E mais importante é que esse lugares sejam públicos. Uma das virtudes do skate é a rua, o convívio democrático em lugares públicos — avalia Barros.

Florianópolis, e mais especificamente o bairro do Rio Tavares, é reconhecido internacionalmente como um dos recantos do skate. Diversos campeões e grande nomes do esporte como Pedro Barros, Vi Kakinho, Leo Kakinho, Rodolfo Ramos, Felipe Foguinho tem residência na cidade e são referência para gerações mais novas.

— O skate tem muita força na cidade e Florianópolis tem essa identidade de esportes ao ar livre. Precisamos trabalhar para fortalecer isso e nosso objetivo é entregar essa obra até o mês abril para poder promover eventos locais e receber outros nacionais e internacionais — avalia o secretário municipal de Obras, Rafael Hahne.

— O bairro da Costeira também tem tradição de atletas do skate. Com um pista de alto nível e pública a tendência é que eles desenvolvam sua habilidades — crê Barros.

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história