Carlos Campano e Hector Assunção são campeões da Copa Brasil de Motocross Mau Haas/BRMX

Foto: Mau Haas / BRMX

Carlos Campano e Jean Ramos travaram um duelo particular para a equipe Yamaha Grupo Geração na decisão do título da categoria MX1 da Copa Brasil de Motocross disputada neste fim de semana, 17 e 18 de outubro. Para colocar ainda mais tempero, o octacampeão mundial Antonio Cairoli, da Red Bull KTM, fez uma participação especial no evento e deu show para os 15 mil expectadores que estiveram no Motódromo Marronzinho, em São José, Santa Catarina.

São José recebe feras do motocross na Copa Brasil
Saiba tudo de esportes radicais na página Aventura SC
Leia mais sobre esportes

Cairoli venceu as duas baterias e conquistou a etapa de São José. Mas, a expectativa gerada desde o comunicado da participação do italiano era a de como se sairiam os pilotos que estão no Brasil.

Na primeira bateria, Ramos e Campano deixaram claro que a vida do italiano não seria fácil. A dupla da Yamaha Grupo Geração largou na frente e só aos 18 minutos, dos 30 de prova, é que Cairoli conseguiu assumir a liderança e cruzar a linha de chegada com 13 segundos de vantagem.

Antonio Balbi Junior (Pro Tork 2B Kawasaki Racing) fez uma boa corrida e terminou na quarta posição, seguido por Jetro Salazar (Escuderia X), em quinto.

Confira um vídeo com o espanhol radicado em São José, Carlos Campano:

Carlos Campano largou na frente na segunda bateria, com Jean Ramos em segundo e Antonio Cairoli em terceiro. O italiano assumiu primeira posição na primeira volta, e a corrida parecia se encaminhar para uma disputa entre os pilotos da Yamaha pelo título da Copa Brasil.

Mas, Cairoli errou e caiu, voltando à corrida na terceira posição. De volta à liderança, Campano tratou de abrir vantagem. Jean Ramos resistiu aos ataques do italiano por cerca de cinco voltas, mas acabou perdendo a segunda posição.

Cairoli ultrapassou Campano já passando dos 25 minutos de corrida. Começou, então, o duelo entre Campano e Jean pelo título. O brasileiro pressionou o espanhol até a última volta, e ambos se aproximaram de Cairoli, que cruzou a linha de chegada com uma diferença de cerca de 2 segundos para os pilotos da Yamaha.

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história