Conheça Galego, o auxiliar que substituirá Argel neste sábado diante do Joinville Félix Zucco/Agencia RBS

Galego (à esquerda) substitui Argel, que está suspenso; Lisandro (à direita) também é desfalque

Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

Argel Fucks não será o comandante do Inter neste sábado, contra o Joinville, no Beira-Rio. Suspenso por uma partida – devido às ofensas ao trio de arbitragem na derrota colorada por 3 a 2 para o Palmeiras, pela Copa do Brasil –, o treinador não poderá ficar na casamata diante dos catarinenses. O interino por um jogo será o paraibano  de Campina Grande Gledson Robson Barroso de Lira, o Galego.

Argel é suspenso por um jogo e já cumpre diante do Joinville

Aos 43 anos, essa será a quarta vez que o auxiliar substituirá Argel à beira do gramado. As outras foram quando a dupla esteve à frente de Portuguesa e Figueirense – duas vezes. Todas elas por suspensões do sanguíneo treinador. No começo da carreira, em 1989, no meio-campo do Botafogo-PB, ele era Galeguinho. O apelido era em virtude do cabelo loiro. E o apelido se tornou nome profissional no futebol.

William diz que auxiliar tem estilo parecido ao de Argel: "Vamos nos adaptar"

Nos anos 90, Galego passou por Corinthians, São Carlense, XV de Jaú, Treze-PB, Auto Esporte-PB, Camaçari-BA e Flamengo-PI. Encerrou a carreira em 1998 e se tornou treinador do Serrano-PB. Depois, passou por Campinense-PB, Botafogo-PB (aqui, nas categorias de base), Alecrim-RN e Taicó-RN. Em 2004, passou a ser auxiliar técnico do Treze. No ano seguinte, passou a integrar a comissão técnica permanente do Campinense, onde ficou até 2012. Em 2013, Galego realizou o primeiro trabalho com Argel, quando o treinador assumiu o América-RN. De lá para cá, passaram pelo Criciúma, pela Portuguesa e Figueirense, até desembarcarem no Beira-Rio. 

Argel testa alternativas, mas deixa dúvidas na definição do time

Argel Fucks tem em Galego um braço direito. Juntos, eles decidem o plano de jogo para a semana. E, agora, diante do Joinville, até mesmo a maneira de proceder junto aos jogadores. Assim como Argel, o seu auxiliar também é do tipo "sanguíneo".   

– Temos estilos parecidos, pois trabalhamos juntos, sob muita cobrança. Trabalhamos assim porque queremos deixar os jogadores sempre em estado de alerta – diz Gledson Robson Barroso de Lira, o Galego, que ficará mais conhecido pelo torcedor do Inter a partir deste sábado.

Luiz Zini Pires: quanto custa ver o Inter nos Estados Unidos

Acompanhe o Inter no Brasileirão através do Colorado ZH. Baixe o aplicativo:

IOS

Android

*ZHESPORTES

 DC Recomenda
 
 Comente essa história