O Manchester City sofreu como sempre ao jogar em casa na Liga dos Campeões. No entanto, os ingleses contaram com um gol nos acréscimos de Kevin De Bruyne e venceram o Sevilla por 2 a 1, nesta quarta-feira, pela terceira rodada do Grupo D. Os espanhóis, que fizeram um bom jogo no Etihad Stadium, abriram o placar com Konoplyanka. O gol de empate dos Citizens foi do zagueiro Ramy, contra.

PSG e Real Madrid ficam no empate sem gols em Paris

Com o resultado, o Manchester City assume a segunda colocação do Grupo D, com seis pontos. O Sevilla, com três, caiu para a terceira posição. A liderança segue com a Juventus, que empatou em 0 a 0 com o lanterna Borussia M'Gladbach.

Bayern dá ultimato a Guardiola e já conversa com Carlo Ancelotti

Na próxima rodada, os mandos se invertem. No dia 3 de novembro, Manchester City e Sevilla fazem novo confronto direito, dessa vez na Espanha. No mesmo dia, a líder Juventus vai à Alemanha enfrentar o Borussia M'Gladbach.

Sevilla domina, City cresce e vira no fim

Apesar de jogar no Etihad Stadium, o Sevilla sentiu-se em casa e dominou a primeira etapa. Apoiado por um bom número de torcedores, mais barulhentos que a torcida mandante, os Rojiblancos não demoraram a ter boas chances. Aos 16, Konoplyanka cobrou falta na trave esquerda de Joe Hart, que ainda impediu o gol no rebote.

Mourinho percebe que está sendo filmado e dá tapa em smartphone

Mangala também foi fundamental ao bloquear duas finalizações, de Gameiro e Konoplyanka, mas nada pôde fazer quando De Bruyne saiu jogando errado. A bola foi oferecida a Vitolo, que cruzou para Konoplyanka escorar para o fundo do gol, aos 30 minutos.

Estar em desvantagem fez o Manchester City entrar no jogo. Em seis minutos, os ingleses chegaram ao empate. O ótimo Yayá Touré recebeu na linha de fundo e passou com facilidade pelo marcador. Sterling finalizou de primeira para grande defesa de Sergio Rico. No rebote, Bony dividiu com o zagueiro Ramy, que fez gol contra. O 1 a 1 persistiu até o intervalo. Bom para o City, que voltou a ser dominado após empatar.

David Nakhid, ex-capitão de Trinidad e Tobago, é candidato à presidência da Fifa

O técnico Manuel Pellegrini não mudou sua equipe, mas, com uma postura diferente, o City voltou melhor. Navas e De Bruyne apareceram mais para o jogo e finalizaram, mas não marcaram. No entanto, nos contra-ataques, o Sevilla ainda era mais perigoso. O centroavante Gameiro, duas vezes de cabeça, assustou Joe Hart.

Saiba quais os salários dos jogadores de Barcelona e Real Madrid

Ao sacar Sagna e Bony, nulos em campo, para as entradas de Kolarov e Fernando, Pellegrini melhorou sua equipe, que passou a jogar com o Sterling de referência e Touré mais adiantado. Quando parecia que o Manchester City voltaria a decepcionar sua torcida em casa, De Bruyne partiu para cima da marcação, chutou rasteiro e marcou um belo gol nos acréscimos: 2 a 1.

Juventus frustra torcida

A Juventus recebeu o Borussia M'Gladbach em Turim e desperdiçou boas chances de gol, com Pogba, Chiellini e Dybala, e também a oportunidade de disparar na liderança do Grupo D da Liga dos Campeões. O empate em 0 a 0 leva a Velha Senhora aos sete pontos. O time alemão somou seu primeiro ponto no torneio.

Autor de assistência decisiva, Wendell comenta empate de 4 a 4 na Liga dos Campeões: "Loucura"

 

*LANCEPRESS

LANCEPRESS
 DC Recomenda
 
 Comente essa história