De olho na eleição da Fifa, Platini entrará com recurso contra a suspensão FABRICE COFFRINI/AFP

Foto: FABRICE COFFRINI / AFP

Depois de Joseph Blatter, Michel Platini também vai apelar contra a punição de 90 dias imposta pela Fifa. Segundo informações de diversos sites internacionais, o presidente da Uefa vai seguir os passos do seu colega da Fifa e entrar com um recurso na Corte Arbitral do Esporte (CAS) para poder voltar a praticar a sua atividade normalmente. Vale lembrar que o ex-jogador da seleção francesa é o favorito para a próxima eleição da entidade mundial do futebol.

Ex-mulher defende Joseph Blatter de acusações de corrupção na Fifa

A Fifa vai fazer uma reunião de emergência no próximo dia 20 de outubro, em Zurique, exatamente para discutir sobre a eleição. Inicialmente, ela está marcada para fevereiro do ano que vem. Mas, com a punição de Platini, sua candidatura fica ameaçada e há a possibilidade de ela ser adiada.

Blatter foi ouvido pela Comissão de Ética antes de ser suspenso

Platini é investigado por ter recebido 2 milhões de francos suíços (R$ 7,8 milhões) em 2011 por um trabalho feito praticamente uma década antes pela Fifa. Porém, as suspeitas do Comitê de Ética da entidade são de que o francês teria recebido essa quantia como um "presente" de Joseph Blatter por não ter entrado na corrida presidencial do órgão naquele ano.

Luiz Zini Pires: novo número 1 da Fifa é da velha turma de Blatter

O ex-jogador francês entrou com o recurso com o objetivo de se livrar da punição e assim ficar elegível sem grandes dificuldades. A Conmebol divulgou uma nota nesta sexta-feira expressando o seu apoio a Platini.

*LANCEPRESS

 DC Recomenda
 
 Comente essa história