Em tarde de Love e Renato Augusto, Corinthians goleia o Atlético-PR Gustavo Oliveira/Atlético-PR

Foto: Gustavo Oliveira / Atlético-PR

Como um furacão, o Corinthians passou por cima do Atlético-PR na tarde deste domingo, na Arena da Baixada. Sem tomar conhecimento dos donos da casa, a equipe de Tite dominou a partida e, fazendo parecer fácil, goleou por 4 a 1.

Confira a tabela do Brasileirão

Mais uma vez, o jogo coletivo do Timão se sobressaiu, mas mesmo assim algumas individualidades despontaram. Renato Augusto e Vagner Love, com dois gols cada, brilharam. O centroavante quebrou um jejum de cinco partidas sem marcar, enquanto o camisa 8, vestindo a braçadeira de capitão, deu show, com direito a rolinho, assistência e dribles desconcertantes.

O resultado garante que o Corinthians chegará na liderança para a partida contra o Atlético-MG, segundo colocado, daqui a duas semanas, na Arena Independência. A vantagem do primeiro colocado subiu para oito pontos. Sem vencer há nove jogos, o Furacão se afasta cada vez mais do G4 e passa a olhar com preocupação para a zona da degola.

A mesma classificação que aponta o Timão como o melhor do Brasil retrata bem a diferença entre a equipe de Tite e a de Cristóvão Borges, que segue sem vencer no comando do Furacão. Os 28 pontos entre eles pareceram até poucos quando a bola rolou na Arena da Baixada. Do começo ao fim os corintianos dominaram. Mesmo tendo menos posse de bola, os visitantes não corriam risco e quando atacavam eram letais.

Aos 16 Renato Augusto marcou de cabeça. Com 28 minutos, ele deu passe para Love mandar no ângulo e fazer o segundo, e aos 44 a partida já estava acabada, com o terceiro tento do camisa 8.

Preso na marcação corinthiana e frágil defensivamente, o Furacão estava mais para uma leve brisa, que parecia nem mexer com o Corinthians. Só no segundo tempo, quando os paulistas tiraram um pouco o pé do acelerador, os donos da casa conseguiram reagir e descontaram com Bruno Mota. O gol, aos 10, não significou uma reação. Prontamente os visitantes se reabilitaram e, seis minutos depois, deram números finais à goleada, com mais um de Vagner Love.

*LANCEPRESS

LANCEPRESS
 Veja também
 
 Comente essa história