Fotos: Agonia, euforia e esperança a torcida do Verdão em Chapecó 1/especial

Foto: 1 / especial

As ruas de Chapecó ficaram vazias na noite de quarta-feira. A grande maioria dos torcedores da Chapecoense preferiram ficar em casa para acompanhar o jogo histórico contra o River Plate, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana. Mas alguns bares da cidade ficaram lotados para ver a partida na Argentina.

Faraco: "Chapecoense não fez feio"
Roberto Alves: "É possível reverter o resultado"
Veja como foi o jogo no nosso lance a lance
Confira outras notícias da Chapecoense
A cobertura do DC direto de Buenos Aires


Foi uma mistura de sentimentos. No início do jogo a agonia tomou conta dos torcedores, afinal os primeiros minutos de partidas foram de poucas chances para o River e quase nenhuma para o Verdão que não conseguiu chegar ao ataque. O gol dos hermanos aumentou a angustia. Porém, o tento de Maranhão aos 36 minutos do primeiro tempo trouxe a euforia para os bares de Chapecó.



Até mesmo quando Pisculichi fez o segundo gol do River Plate, de falta, os torcedores se mantiveram felizes, afinal com o 2 a 1 para o time argentino uma vitória simples por 1 a 0 na Arena Condá, na quarta-feira, às 22h na Arena Condá levaria o Verdão a semifinal da Sul-Americana.

O banho de água fria veio aos 40 minutos do segundo tempo quando Sánchez marcou o seu segundo gol e o terceiro do time da casa. O 3 a 1 faz o torcedor do Verdão acreditar que a classificação ficou longe, mas não impossível. Ao apito final ficou a esperança de uma classificação inédita para a semifinal.  



Clique na imagem e acesse o Guia Online do Campeonato Brasileiro

Guia Online do Campeonato Brasileiro



DIÁRIO CATARINENSE - Chapecó
 Veja também
 
 Comente essa história