Jaime Dal Farra assina contrato com empresa gestora do Criciúma Douglas Sartor/www.criciuma.com.br

Foto: Douglas Sartor / www.criciuma.com.br

Jaime Dal Farra ainda não é o presidente do Criciúma, deve assumir apenas no dia 1 de dezembro, mas a partir desta sexta-feira ele é um dos sócios da Gestão de Ativos (GA), empresa que administra o clube desde 2010 quando Antenor Angeloni assumiu o Tigre.

Leia mais sobre o Criciúma
Veja a tabela da Série B

O contrato foi assinado no Estádio Heriberto Hülse nesta sexta-feira e com isso Dal Farra já comanda o futebol tricolor. Por enquanto, Luizinho Vieira continua comandando o time na disputa da Série B.

— O técnico preferido para assumir nem sempre está disponível. Estamos avaliando alguns nomes. Neste momento temos que ter serenidade. Vamos acompanhar de perto o futebol nesses oito jogos que faltam no Brasileiro — explicou Jaime Dal Farra em entrevista coletiva.

Sem anunciar nenhum nome para a futura diretoria, Dal Farra pediu apoio e paciência dos torcedores.

— O torcedor vai ter que ter um pouco de paciência para a gente montar o nosso time, estamos começando um processo. Além disso, gostaria que o torcedor voltasse a se associarem ao clube. Precisamos dessa força — completou.

As demissões

Na última segunda-feira, o Criciúma anunciou a saída do técnico Dejan Petkovic, do executivo de Futebol Marcos Moura Teixeira e do superintendente Felipe Ximenes. Segundo Dal Farra, a decisão foi tomada pela GA e que ele apoiou. Além disso, negou que tenha oferecido um contrato de dois anos para o treinador sérvio.

— A saída foi decisão do GA e do Antenor e a gente apoia. Sobre o Petkovic não oferecemos um contrato de dois anos, eu nem estava no clube não poderia fazer isso. Houve apenas uma sondagem, nada oficial — completou.

Ao lado de Jaime Dal Farra estava o ainda presidente do Criciúma, Antenor Angeloni. Em sua despedida do clube, Antenor voltou a lembrar das melhorias que ele fez nos últimos cinco anos como a ampliação do centro de treinamentos e dos consertos feitos no Estádio Heriberto Hülse.

— Quero fazer um pedido, incluindo a imprensa, para ajudar o nosso presidente (Jaime) para aumentar o número de sócios, porque o Criciúma não tem mais nada de receita para manter o clube. Não há ninguém que consiga segurar isso sozinho. Aqui (Criciúma) todo mundo é só quer riqueza e Série A. O nosso time vai se manter um tempo e depois cair na A. É só olhar os outros times de Santa Catarina, todos candidatos a cair — pediu Antenor Angeloni.

Clique na imagem e acesse a tabela da Série B:

Tabela Série B

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história