Lincoln faz gol, dá assistência e é expulso em vitória do Brasil sobre Guiné Marcelo Hernandez/AFP PHOTO/Photosport

Foto: Marcelo Hernandez / AFP PHOTO/Photosport

A Seleção Brasileira confirmou a sua classificação às oitavas de final do Mundial Sub-17 do Chile. No fim da tarde desta sexta-feira, no Estádio Sausalito, em Viña del Mar, o time treinado por Carlos Amadeu esteve longe de jogar bem diante de Guiné, mas aproveitou-se da fragilidade defensiva do rival para vencer por 3 a 1 e assegurar presença na próxima fase da competição. Lincoln – que seria expulso no ainda no primeiro tempo – Leandrinho e Arthur marcaram os gols do time brazuca, que terminou com seis pontos no Grupo B, em segundo lugar. Guiné, que fez gol com Sylla, ficou em último com um ponto e está eliminada.

 Grêmio goleia o Osoriense, e Gauchão Sub-17 terá Gre-Nal na final

A ponta do grupo ficou com a Coréia do Sul, que empatou em 0 a 0 com a Inglaterra e chegou aos sete pontos. Já os ingleses, com dois pontos, aguarda o término dos jogos da primeira fase para ver se consegue terminar como o quarto melhor terceiro colocado e seguir vivo no Chile.O próximo jogo do Brasil será no dia 28, mais uma vez em Viña del Mar e o provável adversário será o Paraguai, que deve confirmar a segunda posição do Grupo F.

O Brasil entrou em campo com uma mudança no setor de criação. O santista Guilherme no lugar do são-paulino Liziero, titular nas duas primeiras partidas. O jogo começou muito aberto, com as duas equipes falhando demais na marcação e criando chances para os ataques aparecerem com perigo. Tanto que nos 20 primeiros minutos, Guiné teve três chances claras de gol e o Brasil outras três, além do lance no qual abriu o placar, aos 14 minutos. O vascaíno Andrey subiu pela ponta direita e tocou na área para Leandro, livre. O jogador da Ponte Preta foi calçado por Mussa. Lincoln, jogador do Grêmio, cobrou o pênalti e fez 1 a 0 para o Brasil. Pouco depois, Leandrinho perdeu gol feito.

Neymar e Gabriel Medina atuam juntos em propaganda

Embora o ataque de Guiné assustasse, principalmente com Yamadou Touré e Keita, a defesa africana era um queijo suíço. e aos 31 minutos deu um gol de presente para o Brasil. Lincoln cobrou falta pela esquerda e nenhum zagueiro marcou Leandrinho, que tocou de cabeça para ampliar.

No último lance do primeiro tempo, um lance infantil gerou a expulsão de Lincoln. O brasileiro valorizou muito uma falta que sofreu e conseguiu que o rival, Sylla, levasse amarelo. Porém, quando o guineense foi levantá-lo, Lincoln deu um empurrãozinho. Aí foi a vez de Sylla cair no chão e valorizar a falta. O resultado foi que o árbitro alemão deu vermelho para o principal jogador brasileiro.

Ex-jogador Juca comanda juvenil do Inter na final do Gauchão

No segundo tempo, as chances surgiram a quase todo o momento, mas os dois times estavam muito inoperantes. Aos 22 minutos, outro presente. Após um avanço de Dodê, que acabara de entrar, este cruzou o zagueiro tentou cortar e furou bisonhamente, matando o goleiro Moussa. O santista Arthur, que vinha na corrida, apareceu quase na entrada da pequena área tocou para o gol, ampliando o placar.

*LANCPRESS

LANCEPRESS
 DC Recomenda
 
 Comente essa história