Niki Lauda é cotado para substituir Bernie Ecclestone como chefão da Fórmula-1 Andrej Isakovic/AFP

Lauda é cogitado como um dos substitutos de Ecclestone

Foto: Andrej Isakovic / AFP

Niki Lauda, lenda da Fórmula-1 e atual dirigente da Mercedes, surgiu como um potencial candidato para substituir Bernie Ecclestone no comando da categoria. Isto é o que afirma o jornal austríaco Osterreich, depois das últimas especulações sobre a provável venda dos direitos da F-1.

Família de Schumacher já gastou R$ 65 milhões em tratamento do ex-piloto

Ecclestone provocou frisson recentemente ao anunciar que a venda poderia acontecer antes do Natal. A Sky News, da Inglaterra afirma que o dono do Miami Dolphins, time de futebol americano, está sendo apoiado por um investimento de 8,5 bilhões de dólares da China Media Capital. Acredita-se que os investidores queiram que Ecclestone, aos 85 anos, permaneça no comando, mas outros na indústria acreditam que o britânico pode deixar o cargo.

McLaren confirma permanência de Button em 2016

Seu comentários anti-Estados Unidos e pró-Vladmir Putin balançaram o circo da F-1 dias antes do GP dos EUA, em Austin, e o CEO da Daimler, Dieter Zetsche – chefe de Lauda – disse recentemente que a a categoria1 precisa ir além da televisão.

– É difícil para ele entender algumas das novas mídias e a era digital? Deve ser – disse o ex-piloto Mark Webber à CNN, referindo-se ao modo como Ecclestone lida com novidades tecnológicas.

LANCEPRESS
 Veja também
 
 Comente essa história