Romário: "Se Platini for eleito, a Fifa pode continuar a m... que vemos hoje" Betina Humeres/Agencia RBS

Foto: Betina Humeres / Agencia RBS

Romário se mostrou bastante preocupado com os atuais candidatos à presidência da Fifa para a eleição de fevereiro do ano que vem. Segundo o senador, nenhum dos postulantes é "confiável". O ex-jogador criticou o francês Michel Platini, que "teria colaborado por muitos anos com a máfia" entranhada na entidade.

Diogo Olivier: duelo de titãs à vista entre Romário e Dunga

— Platini colaborou muitos anos com esta máfia na Fifa. Não digo que ele é corrupto, mas foi contaminado pelo sistema. Se for eleito, poderá manter tudo isto e a Fifa vai continuar sendo a m**** que vemos hoje — disse o ex-jogador brasileiro, em entrevista ao jornal "L'Equipe".

Uma líder sem títulos: como a Bélgica foi parar na ponta do ranking da Fifa

O senador afirmou que é "necessário agradecer ao FBI por seu trabalho que tem questionado os dirigentes da Fifa". Ferrenho crítico dos dirigentes da Conmebol e CBF, Romário também ficou satisfeito com a atuação da polícia federal dos Estados Unidos em relação aos cartolas sul-americanos.

Guilherme Becker: de que adianta a data Fifa?

Sobre a Copa do Mundo, Romário disse que a Seleção Brasileira deve se classificar nas Eliminatórias, muito pela ineficiência dos rivais.

— As outras seleções ainda são piores que o Brasil, portanto tenho certeza de que vamos nos classificar para a Copa — comentou o ex-jogador.

Ex-mulher defende Joseph Blatter de acusações de corrupção na Fifa

Por fim, o Romário ainda criticou o zagueiro Thiago Silva, do PSG, que não vem sendo chamado por Dunga para amistosos e os jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo.

— Thiago Silva demonstrou que não tem personalidade para vestir o uniforme da Seleção.

*LANCEPRESS

 Veja também
 
 Comente essa história