Tite afirma que pensará na Seleção somente em 2018 Daniel Augusto Jr./Corinthians,Divulgação

Foto: Daniel Augusto Jr. / Corinthians,Divulgação

Apontado por muitos como o treinador ideal para a Seleção Brasileira, Tite garante que não está pensando neste assunto agora. Segundo o treinador do Corinthians, é preciso dar tempo e tranquilidade para que Dunga, atual técnico da equipe brasileira, faça um bom trabalho até a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Wianey Carlet: desânimo e desintesse com a Seleção

Na opinião de Tite, a hora de assumir o comando da Seleção seria após a Copa de 2014. Agora, a intenção dele, é estar à disposição para concorrer ao cargo em 2018.

— Tenho uma coisa muito clara, penso no futebol enquanto ideia não em nomes. O momento passou, era o momento da escolha pós Copa. Agora temos de dar todas as condições para que o Dunga faça o trabalho dele e que tenha condições de desenvolver até a Copa (de 2018). Deve ser assim para o bem do futebol. Acabou a Copa, aí o Tite vai estar novamente, o Oswaldo, todas as pessoas que tenham qualidade — disse Tite, durante participação no programa Resenha, da ESPN Brasil, explicando ainda a posição dele:

Diogo Olivier: clubismo avança sobre a Seleção Brasileira

— Por uma necessidade de o futebol evoluir, tenho que ter tempo. Precisa tempo, senão é ilusório. Cada um tem uma vertente, mas temos que trabalhar a médio, longo prazo, para que o ciclo perdure e se consolide.

Dunga assumiu a Seleção ao término da Copa do Mundo de 2014, cargo que já havia ocupado entre os anos de 2006 e 2010. Nesta terça-feira, às 22h, na Arena Castelão, em Fortaleza, no Ceará, a Seleção enfrenta a Venezuela, pela segunda rodada das Eliminatórias.

Em treino da Seleção, Dunga testa Lucas Moura no lugar de Willian

*LANCEPRESS
 Veja também
 
 Comente essa história