Uefa apoia Platini e não quer adiamento das eleições da Fifa Fabrice Coffrini/AFP

Foto: Fabrice Coffrini / AFP

Suspenso por 90 dias pela Comissão de Ética da Fifa, o francês Michel Platini, presidente da Uefa, recebeu nesta quinta-feira apoio unânime das 54 federações membros da entidade européia.

Pelé chama de "vergonha" a crise na Fifa

A Uefa também deixou claro que a eleição presidencial da Fifa, à qual Platini é candidato, "precisa acontecer no dia 26 de fevereiro, como previsto, e não deve ser adiada", afirmou Gianni Infantino, secretário-geral da confederação europeia.

— O que deixou todo mundo de acordo, é que todos apoiam Michel Platini, como pessoa, e por tudo que ele fez como presidente da Uefa — insistiu o dirigente, depois de uma reunião das federações nacionais realizada na sede da entidade, em Nyon, na Suíça — Apoiamos o direito de Michel Platini de ter um processo justo, para ter uma oportunidade de ser inocentado — enfatizou.

Romário: "Se Platini for eleito, a Fifa pode continuar a m... que vemos hoje"

— Todos os órgãos envolvidos, a Comissão de Ética da Fifa, a Câmera de Apelações e o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) precisam trabalhar rapidamente, para garantir que haja uma decisão final no mais tardar até novembro — completou.


Imagens: AFP

Platini foi suspenso por 90 dias por conta de um pagamento suspeito de 2 milhões de francos suíços (1,8 milhão de euros) que recebeu de Joseph Blatter, que recebeu a mesma punição.

De olho na eleição da Fifa, Platini entrará com recurso contra a suspensão

Ambos recorreram diante da Câmara de Apelação da Fifa, e pretendem levar o caso ao TAS se o recurso for rejeitado.

*AFP
 Veja também
 
 Comente essa história