VÍDEO: São José recebe feras do motocross na Copa Brasil Diorgenes Pandini/Agencia RBS

Com o Motódromo Marronzinho fechado para treinos, o espanhol Carlos Campano se preparou em uma pista de Palhoça durante a semana

Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

O Motódromo Marronzinho, em São José, receberá as feras do motocross nacional e internacional neste sábado e domingo. Palco da segunda etapa e final da Copa Brasil, a competição trará a Santa Catarina os principais nomes da modalidade, além de um convidado mais do que especial. O piloto italiano Antonio Cairoli, oito vezes campeão mundial, que deve chegar nesta sexta.

Saiba tudo de esportes radicais na página Aventura SC
Leia mais sobre esportes

Neste sábado, a partir das 8h, começam os treinos livros das categorias: Intermediário, Júnior, MX3, 65 cc, MX2 e MX1. A partir das 12h10min, começam os treinos cronometrados, e às 15h50min, as provas. No domingo, o aquecimento começa às 8h20min, com provas a partir das 10h40min. Confira a programação completa abaixo.

Desde a semana passada, a pista de São José está fechada para treinos. A missão foi evitar prejuízos pelas chuvas dos últimos dias e deixar tudo pronto a tempo para a chegada dos pilotos. Nem mesmo os competidores locais puderam usar o motódromo Marrozinho.

Como a etapa deste fim de semana define o título da Copa Brasil, mas também vale pontos para o Campeonato Brasileiro, principal competição do motocross nacional, uma série de nomes de peso são esperados. Em especial, nas principais categorias: MX1 (450 cilindradas) e MX2 (250 cilindradas).

Na MX1, haverá também estrangeiros em disputa pelo título nacional. É o caso do espanhol Carlos Campano, 30 anos, um dos principais pilotos em atividade no país. Apesar de, no papel, ser um reforço estrangeiro, Campano estará em casa. Há quatro anos, trocou Sevilha, na Espanha, por São José, onde está radicado desde então.

Confira um vídeo com o espanhol radicado em São José, Carlos Campano:

Aos 25 anos, ele já era campeão espanhol em duas categorias e mundial de MX3 — em que é permitido correr com motos de diferentes potências. Como considera que o nível do Mundial caiu e haviam poucas equipes em disputa, mudou a própria rota. No final de 2011, aceitou convite feito dois anos antes para acelerar no Brasil.

Campano desembarcou em Santa Catarina e aproveitou o final do Brasileiro daquele ano para acertar a moto da equipe Yamaha/Grupo Geração, de Florianópolis. Estabelecido em São José, acumulou conquistas nas principais competições do país: dois títulos nacionais, um do Arena Cross e um da Superliga. Na atual Copa Brasil, está em segundo lugar e vai em busca do troféu no fim de semana. Na quarta-feira, falou com o DC durante treino em uma pista de Palhoça.

Referência para os mais jovens, o espanhol acredita na evolução do motocross brasileiro.

— A equipe era pequena quando cheguei, e agora é mais forte. Muito estrangeiro compete aqui. É um país bom para morar. Os pilotos brasileiros melhoraram bastante, estão mais competitivos. Os jovens estão se preparando mais. Acho que em breve teremos um brasileiro correndo fora, quem sabe em um Mundial — projeta Campano.

Serviço

Copa Brasil de Motocross 2015 - Segunda e última etapa
Sábado e domingo
Motódromo Marronzinho, em São José
Ingressos: R$ 20,00 (antecipado, um para cada dia) e R$ 30 (no dia)
Pontos de venda: Lojas Geração Motos (Florianópolis, São José, Palhoça, Blumenau e Brusque)

 

Programação

Sábado
7h às 7h45min — Vistoria técnica e treinos livres
8h às 8h20min — Intermediária
8h30min às 8h50min — Júnior (Catarinense MX e Brasileiro MX)
9h às 9h20min — MX3
9h30min às 9h45min — 65cc (Catarinense MX)
9h55min às 10h25min — MX2
10h35min às 11h05min — MX1

Treinos Cronometrados
12h10min às 12h30min — Intermediária
12h40min às 13hmin — Júnior (Catarinense MX e Brasileiro MX)
13h10min às 13h30min — MX3
13h40min às 13h55min — 65cc (Catarinense MX)
14h05min às 14h35min — MX2
14h45min às 15h15min — MX1

Provas
15h50min (20min + 2 voltas) — Intermediária
16h30min (15min + 2 voltas) — 65cc (Catarinense MX)
17h — Pódio Intermediária e 65cc

Domingo

Warm-up
8h20min às 8h40min — MX3
8h50min às 9h10min — Júnior (Catarinense MX e Brasileiro MX)
9h20min às 9h40min — MX2
9h50min às 10h10min — MX1

Provas
10h40min (20min + 2 voltas) — MX3
11h10min — Pódio MX3
12h10min (30min + 2 voltas) — primeira bateria MX2
13hmin (30min + 2 voltas) — primeira bateria MX1
13h50min (20min + 2 voltas) — Júnior (Catarinense MX e Brasileiro MX)
14h20min — Pódio Júnior
14h30min — Cerimonial
15h — (30min + 2 voltas) — segunda bateria MX2
15h45min — Pódio MX2
16h — (30min + 2 voltas) — segunda bateria MX1
16h45min — Pódio MX1

DIÁRIO CATARINENSE
 DC Recomenda
 
 Comente essa história