Argel Fucks se demite e deixa o Figueirense após perder do Cruzeiro Cristiano Estrela/Agencia RBS

Argel cumprimentou Mano Menezes, técnico do Cruzeiro, pela vitória em cima do Figueirense

Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

A derrota do Figueirense por 2 a 1 para o Cruzeiro, em casa, pôs fim ao trabalho do técnico Argel Fucks no comando do Alvinegro. O treinador, que retornou há pouco mais de um mês ao clube após uma passagem pelo Internacional, pediu demissão assim que encerrou a partida.

Na entrevista coletiva, Argel fez questão de agradecer ao Figueirense e às pessoas que trabalharam e acreditaram na proposta dele. Mas sem conseguir tirar o time da zona de rebaixamento ficou insustentável permanecer no comando. Segundo os comentaristas da Rádio CBN Diário, que acompanharam a partida, houve um clima tenso e uma discussão entre Argel e o superintendente de esportes do Figueirense, Cléber Giglio na casamata e isso pode ter motivado a saída do treinador. 

— Voltei para o Figueirense pela minha gratidão ao clube. Fiz tudo o que podia e dei oportunidade para todos os jogadores. Mas o resultado não é satisfatório. Gostaria de ter feito mais, porém quem sabe um quarto treinador consiga extrair mais da equipe. Eu saio de cabeça erguida e com a certeza de que deixo um legado — despediu-se Argel.

Ao lado dele, na coletiva, estava o presidente do clube, Wilfredo Brillinger, que fez questão de agradecer ao trabalho desenvolvido pelo treinador e se limitou a dizer que a troca de comando foi uma escolha do grupo após o jogo contra o Cruzeiro.

— Fizemos uma preleção muito boa, mas no fim da partida, em comum acordo, entendemos que era melhor fazermos uma troca no comando. Agradeço ao Argel porque sempre vestiu a camisa do Figueirense e foi leal ao clube. Sei que ele lutou o quanto pôde — frisou o presidente.

O clube ainda não anunciou quem deverá comandar a equipe de agora em diante.

 Veja também
 
 Comente essa história